Mergulhando mais fundo no Google Analytics

Como utilizar o Google Analytics

Este artigo foi atualizado em agosto de 2019 para corresponder com a versão atual do Google Analytics. Se você leu o artigo anterior sobre o Google Analytics, você já sabe como trabalhar com esta ferramenta e esperamos que se sinta confortável o suficiente para começar a fazer experimentos com o que nós consideramos serem alguns dos seus recursos mais legais para análise de dados.

Vamos transformar seus dados em informações que você pode utilizar! 

Dimensões e Métricas

É importante ressaltar as diferenças entre esses dois conceitos, pois às vezes eles se misturam.

Dimensão é uma característica relacionada às visitas (ex: gênero, idade, região, navegador, etc.) – portanto, as dimensões descrevem os dados.

Métrica é o “peso”/soma das dimensões utilizadas no relatório (sessões, novos usuários, taxa de rejeição, páginas/sessão, etc.) – portanto, métricas medem dados. Quase 100% das vezes, as métricas são números.

Por padrão, o Google Analytics apresenta apenas uma dimensão. Mas se você quiser dar uma olhada mais profunda em suas informações, poderá adicionar uma dimensão secundária. Tudo que você precisa fazer é clicar no botão “Dimensão secundária”. Você pode encontrá-lo acima da tabela dos resultados.

Veja alguns exemplos de relatórios muito úteis que você pode criar adicionando uma dimensão secundária:

  • Público-alvo > Comportamento > Novos x recorrentes > Tipo de usuário (dimensão principal) > Cidade (dimensão secundária) – Isso ajudará você a ver a diferença entre visitantes novos e recorrentes, dependendo de sua localização geográfica. Pode ser útil se você estiver pensando em onde expandir seu negócio ou onde deve concentrar seus esforços de marketing.

  • Comportamento > Conteúdo do site > Páginas de destino (Dimensão principal) > Mídia (dimensão secundária) > Taxa de rejeição – Aqui você pode analisar, por exemplo, se as pessoas estão mais propensas a interagir com seu website, dependendo do tipo de mídia que originou a visita.
  • Aquisição > Todo o tráfego > Canais > Palavra-chave (Dimensão principal) > Página de destino (Dimensão secundária) – Isso mostra o principal conteúdo (páginas de destino) em seu site em termos das principais palavras-chave das pesquisas orgânicas, incluindo palavras-chave “(not provided)” que o Google esconde para proteger a privacidade dos usuários.
  • Aquisição > Todo o tráfego > Canais > Origem/mídia (Dimensão principal) > Dia da semana ou Hora do dia (dimensão secundária) – Isso é especialmente útil se você tiver publicidade paga, pois pode ajudar você a entender a que horas ou dias seus anúncios apresentam um melhor desempenho. Assim você pode ajustar sua estratégia de lances de acordo com esta informação.

Outros relatórios muito úteis

  • Páginas mais visitadas: descubra qual é o seu conteúdo mais popular em apenas alguns cliques: Comportamento > Conteúdo do site > Todas as páginas > ordene através de Visualizações de página.

  • Desempenho de dispositivo: descubra se seu site é mais popular entre usuários de computadores ou dispositivos móveis, analise onde eles convertem mais e verifique sua taxa de rejeição para os diferentes dispositivos: Público-alvo > Dispositivos móveis > Visão geral > ordene de acordo com a métrica que deseja analisar no momento.
  • Para realizar uma análise mais aprofundada, você pode adicionar filtros à tabela.

    Aplicando filtros

    É difícil saber o que observar e quais medidas deve tomar quando seus dados estão em toda parte. Para facilitar o seu trabalho, você pode começar a aplicar filtros.

    Os filtros restringirão seus dados, tornando possível exibir apenas os dados que correspondem perfeitamente às condições definidas. Será bem mais fácil analisar as informações mais importantes!

    Você pode adicionar filtros de duas maneiras diferentes:

    1. Escreva na caixa de texto no cabeçalho da tabela quais dados você quer isolar e ver.
    2. Clique em “Avançado” ao lado da caixa de texto e combine vários filtros para mostrar ou ocultar dados na tabela.

Dica: Usuários experientes podem fazer filtragens mais complexas usando expressões regulares (Regex).

Segmentos

Os segmentos permitem que você dinamicamente categorize e compare grupos de usuários que compartilham alguma dimensão. Um segmento é uma subdivisão de seus dados, como uma fatia de pizza em vez de toda a pizza.

Exemplos de segmentos podem ser: usuários que concluíram uma compra, visitantes recorrentes x novos visitantes, sessões que incluíram uma visualização de uma página específica, tráfego de pesquisa paga x tráfego orgânico; tráfego de celular x tráfego de computador e muitos outros.

Para abrir o criador de segmentos, clique em “Adicionar segmento”, logo acima do gráfico. Você pode escolher um dos segmentos já predefinidos ou criar novos segmentos clicando no botão vermelho “+ NOVO SEGMENTO”.

Essa ferramenta funciona da mesma forma que os filtros de tabela, para que você possa adicionar diferentes condições e sequências de condições a sessões ou usuários, contanto que sejam parte desse segmento. Você também pode usar operadores como “OU/E” ou expressões regulares como as mencionadas acima.

Relatórios úteis

É difícil saber o que analisar quando você está começando. Queremos tornar seu trabalho mais fácil, por isso, elaboramos uma lista com os cinco relatórios mais úteis que todos devem verificar regularmente no Google Analytics, independentemente do seu nível de experiência com essa ferramenta.

Público-Alvo > Dispositivos móveis – celular x computador: Descubra se seu site é mais popular entre computadores ou celulares.

Vivemos na era dos celulares, por isso é imperativo ter o seu site otimizado para este tipo de dispositivos. Também é bom verificar a taxa de rejeição, e se for alta para dispositivos móveis, significa que você precisa otimizar seu website melhor. Um número crescente de visitas por celular indica que seu website é compatível com dispositivos móveis. Isso é especialmente importante porque, no final de 2016, o Google anunciou que agora está simulando a experiência do usuário móvel ao rastrear sites para determinar onde classificá-los nos resultados da pesquisa.

Comportamento do seu público-alvo – novos x recorrentes: Quão engajados com o seu site são seus visitantes?

Um número crescente de novos visitantes é ótimo! Isso significa que seu negócio está se tornando mais interessante para novas pessoas e que o alcance de sua marca está ficando maior. Um aumento no número de visitantes que retornam pode ser ainda melhor, pois significa que seus visitantes estão interessados o suficiente no que você tem a oferecer para voltar.

Mas por que isso é importante? Os visitantes recorrentes estão mais envolvidos com seu conteúdo e, portanto, mais propensos a realizar ações no seu website, seja preenchendo um formulário, registrando-se para receber sua newsletter ou fazendo compras.

Taxa de rejeição: ou a força de uma boa página de destino.

Conforme mencionado anteriormente neste artigo, é importante saber o que mantém os usuários envolvidos e o que os envia para fora do seu site, para que você possa otimizar essas páginas. Recomendamos que você descubra quais são suas melhores páginas de destino e quais contribuem para a alta taxa de rejeição. Quando você tem as informações, é hora de se concentrar em como melhorar essas páginas e torná-las mais atraentes, por exemplo, adicionando mais conteúdo segmentado, imagens ou até mesmo uma frase chamativa. Tudo depende também do assunto da página. Uma boa página de destino aumentará suas chances de engajamento.

Canais de aquisição: como os seus visitantes o encontram?

É importante saber quais canais atraem mais visitantes para seu site. Quando você estiver analisando, verifique como seu tráfego se comportou nestas datas do ano anterior, pois isso mostrará como seu site melhorou durante esse período específico. Este relatório é especialmente útil se o tráfego do seu site for baixo. Ele mostrará quais canais mudaram e precisam de sua atenção.

Metas de conversão: visão geral

O número de conclusões de meta é uma das coisas mais importantes a serem acompanhadas diariamente e comparadas em períodos maiores, como em relatórios semanais e mensais. O relatório de metas do Google Analytics acompanha as interações específicas que você predefiniu, como inscrever-se em boletins informativos, envios de formulários, downloads, compras, etc. Compare as conclusões de metas a anos anteriores para encontrar tendências nos desempenhos e para saber o que esperar do futuro.

Provavelmente, você já está acompanhando esses eventos com outra ferramenta. No entanto, aqui você pode comparar o desempenho deles com o tráfego geral do seu site.

Descubra mais

Na aba “Descobrir”, o Google fornece informações úteis sobre como usar o Google Analytics e como melhorar sua experiência. Você pode encontrar a Central de Ajuda, o aplicativo para seu telefone, complementos e muitas outras coisas. Use esta aba para continuar descobrindo as práticas recomendadas e o conteúdo que é gerado para usuários reais como você. Também gostaríamos de destacar uma ferramenta muito útil: Analytics Academy. Em Analytics Academy, você pode encontrar muitos cursos on-line gratuitos que ajudarão você a dar um passo adiante com suas habilidades analíticas! Com o passar do tempo, você também pode fazer cursos mais avançados no mesmo lugar.

Mas, neste momento, você já deve estar pronto para começar a dominar a arte da análise de dados on-line!

Você tem algum relatório personalizado que considera muito mais útil? Quais dimensões/métricas você costuma comparar mais? Compartilhe conosco.