SEO – Por onde começar?

SEO Por onde começar

No artigo anterior nós destacamos o processo básico de otimização de sites para os motores de busca. Agora, vamos focar exatamente em por onde você deve começar e como planejar uma estratégia de SEO simples para acompanhar.

Sem mais delongas, a primeira questão que você deve responder é: Para quem você está criando o site? Tenha em mente que o seu site não é intencionado para os motores de buscas, mas sim para visitantes humanos. Isso quer dizer que você deve descobrir quem vai visitar o seu site, talvez buscar alguma inspiração com os concorrentes, depois encarar a criação do conteúdo e finalizar tudo adquirindo seu próprio domínio.

Público-alvo

O seu site é intencionado para jovens, leitores idosos ou profissionais da área? Ou ele foi desenhado para um público mais amplo?

Que tipo de vocabulário vai combinar com seus expectadores? Eles esperam que você utilize um português formal ou vão preferir uma linguagem informal com gírias?

Seus visitantes prefeririam imagens grandes e expressivas ou apenas textos sem imagens para não atrapalhar na leitura dos parágrafos?

Vão predominar as visitas através de celulares ou está esperando que as pessoas visitem seu site através do computador?

Antes mesmo de começar a criar qualquer conteúdo, deve responder pelo menos a estas perguntas básicas. Ao conhecer melhor o seu público-alvo, com certeza você terá muitas outras perguntas.

Descubra seu público-alvo

Não se conforme com um site que parece claro e compreensivo para você. Tente ver com os olhos do seu visitante. Afinal, é para ele que você está criando o site, e se ele não aprovar ou não se sentir confortável com o seu estilo de leitura, você vai perdê-lo.

Você pode criar um rascunho do seu texto e pedir para que algumas pessoas, que possam representar o seu público-alvo, leiam. Isso pode ser razoavelmente fácil. Pergunte para seus amigos e família, com certeza eles vão querer ajudar com algumas sugestões.

Apenas lembre-se, os comentários não serão uma crítica severa ao seu trabalho, mas sim um feedback construtivo e imparcial. Se você conseguir incorporar as sugestões no site, ele se tornará mais atraente para seu público-alvo e possivelmente para outros grupos de visitantes.

Mantenha a mente aberta e ouça.

Concorrentes

Quem não quer estar entre os primeiros nos resultados de pesquisa levanta a mão!

A maioria das pessoas quer ser o primeiro. De fato, a maioria dos proprietários de sites configuram sua presença online com o objetivo principal de obter algo, como por exemplo visibilidade, seguidores ou dinheiro. E se eles investem tempo e outros recursos na criação do site, é compreensível que eles esperem ver resultados. Felizmente, o SEO é considerado uma estratégia de marketing relativamente justa. Como você não pode comprar uma boa posição nos resultados da pesquisa orgânica, precisa trabalhar para isso. Se o seu site não puder ser encontrado entre os principais resultados, é hora de você pensar no que os outros proprietários de sites fazem para levá-los até lá e mantê-los lá. O que tem de melhor, diferente ou mais interessante em seus sites?

Muitas pessoas consideram seus concorrentes desagradáveis ou os ignoram deliberadamente. Seja diferente e use-os em seu favor. Tente olhar para os sites de seus concorrentes sem desdém. O que eles estão fazendo melhor? O que há nos sites deles que fala com seu público-alvo? A intenção não é copiar e roubar as ideias deles. Basta reunir as informações e pensar em como incorporá-las ao seu site à sua maneira.

Conteúdo

As duas partes anteriores deste artigo devem fornecer uma boa ideia sobre como se comunicar com seus visitantes. Agora é hora de trabalhar no conteúdo do seu site.

Vamos deixar uma coisa clara – o conteúdo do seu site é provavelmente o aspecto mais importante de todo o processo de SEO. Configurar palavras-chaves, títulos, descrições e utilizar a formatação dos títulos corretamente nunca terá o mesmo efeito que um bom conteúdo.

Existem inúmeras ferramentas online disponíveis para verificar o SEO de qualquer site. Talvez você já pode as ter testado. Elas classificarão um site de acordo com critérios como tamanho das imagens, uso de cabeçalhos adequados, CSS e HTML. Ainda assim, eles não dirão se o conteúdo é atraente para os visitantes.

Os mecanismos de pesquisa, por outro lado, analisam o comportamento dos visitantes do site e usam esses dados coletados para avaliar a qualidade do conteúdo. A menos que seu site seja interessante ou valioso, eles deixarão de promovê-lo.

Os sites são feitos para humanos, não para robôs que os indexam em bancos de dados. Se os leitores não acharem seu conteúdo interessante, seu público-alvo não crescerá e você dificilmente terá chance de alcançar as primeiras posições nos resultados da pesquisa.

Poderíamos escrever vários artigos longos sobre como escrever um bom conteúdo, mas, no final das contas, tudo depende do seu público-alvo. O conteúdo precisa ser individualizado.

Layout do site bem claro
Aqui estão algumas recomendações para lhe ajudar a começar:

  1. Qualidade – tanto em textos quanto em imagens. Tente soar natural e escrever textos com valor. Aquela época em que adicionar algumas palavras-chave a cada segunda frase ajudava a alcançar uma boa posição nos resultados de busca já passou há muito tempo e não vai voltar mais. Você terá que trabalhar na qualidade do texto. Se você quiser usar imagens, escolha apenas aquelas com boa resolução que se encaixam no tópico do seu conteúdo.
  2. Originalidade – sempre invente seus próprios textos. Evite copiá-los de outros sites. Os mecanismos de busca podem não apenas identificar facilmente textos semelhantes, mas seus visitantes podem identificá-los também. Isso não vai melhorar sua reputação. Por outro lado, ter textos exclusivos tornará seu site mais atraente e memorável.
  3. Divida seu texto em porções – use títulos, subtítulos e parágrafos para melhorar a legibilidade do seu site. A maioria dos visitantes não quer perder tempo procurando informações através de parágrafos aparentemente intermináveis.
  4. Comprimento apropriado do texto – isso depende muito do tópico e do tipo de conteúdo, mas mesmo que você divida o texto em parágrafos, quando for muito longo, os leitores tendem a perder rapidamente a atenção. Se possível, mantenha os textos curtos e diretos.
  5. Estilo unificado – use o mesmo estilo para todos os títulos, subtítulos e textos. Combinar muitas fontes, tamanhos ou cores cria uma distração.
  6. Navegação simples – os visitantes também não querem gastar muito tempo pesquisando a página certa. Use links, botões e mantenha seu menu simples.
  7. Apelo à ação – se você quiser que seus visitantes comprem alguma coisa, inscrevam-se em um boletim informativo ou acessem uma página específica, facilite para eles e adicione um botão com uma mensagem clara.
  8. Verifique a versão móvel – se você descobrir que navegar pelo site em um telefone celular é uma experiência que você nunca deseja repetir, também não pode esperar que seus visitantes gostem. Verifique se todas as versões do seu site são fáceis de usar.

Estas são apenas as recomendações básicas, mas você pode encontrar um oceano inteiro de sugestões e informações mais específicas online. Apenas uma dica rápida: pesquise os artigos mais atualizados e não leve tudo muito a sério. Experimente, pois o que pode funcionar para um site pode não ser a solução certa para o seu.

Quando se trata da Webnode e do conteúdo do site, o seu projeto recém-criado será automaticamente preenchido com conteúdo e design baseados no modelo selecionado. Ele mostra o que os visitantes podem esperar ver nesse tipo de site. Mas você deverá atualizá-lo para acomodar suas necessidades específicas e, por isso, o editor oferece uma ampla variedade de opções de personalização.

Domínio próprio

O uso de um nome de domínio adequado se enquadra entre as formas de promoção. Ainda assim, é melhor começar a pensar nisso enquanto cria seu site, pois o nome sob o qual ele será encontrado online deve ser memorável e fácil de digitar na barra de endereços.

Também não deve ser apenas uma palavra genérica aleatória sem uma conexão óbvia ao tópico do seu site. Se você já tem um nome para sua marca e deseja criar em cima dele, certamente também pode usar isso para ser seu domínio.

Se você planeja operar localmente, convém adicionar uma localização ao seu nome de domínio, por exemplo “medico-sp.com”, mas lembre-se de que pode ser difícil criar uma marca com um nome tão genérico. As pessoas vão se lembrar melhor do seu site se você o basear em uma marca distinta como “medico-varela.com”. Felizmente, você pode usar mais de um domínio ao mesmo tempo. Por que não comprar alguns deles e testar qual deles funciona melhor para o seu site?

Se você ainda não tiver certeza sobre o nome de domínio que deve escolher, leia nosso artigo sobre como escolher o nome de domínio ideal.

Vamos finalizar

Neste artigo, queríamos mostrar a você no que focar quando você começar a criar seu site. Mais uma vez, queremos apenas enfatizar que é necessário ter um conteúdo de boa qualidade e apresentado da forma que melhor se ajuste ao seu público-alvo. Esse é o curso de ação mais confiável que você pode tomar para alcançar uma boa posição nos resultados da pesquisa. Afinal, você está criando um site para as pessoas.

Você ainda pode aguardar por mais artigos sobre SEO:

  1. Noções básicas
  2. Por onde começar – conteúdo, público-alvo, concorrentes e domínio
  3. Configurando site Webnode – título, descrição e palavras-chave
  4. Linkbuilding
  5. Conectando-se aos motores de busca
  6. Redes sociais e outros meios de divulgação do site
  7. Análise de dados: Saiba quem são seus visitantes
  8. Indexação Mobile-first

Você conhece seu público-alvo? Informe-nos nos comentários abaixo como você se preparou para criar seu site.