Como criar um blog – Guia passo a passo para iniciantes

Criar blog

Índice

O que é um blog?

Um blog é um tipo de site que se baseia em seu conteúdo que é publicado regularmente ao longo do tempo. Esse conteúdo geralmente tem o formato de artigos que tratam de um tema de forma mais ou menos aprofundada. Um blog também pode ter vídeos (videolog ou vlog) ou imagens (fotolog) como principal tipo de conteúdo.

Porque começar um blog?

Seja pessoal ou profissional, a criação de um blog permite que você atinja diferentes objetivos que não seria possível com um site convencional ou uma loja online.

Torne-se uma autoridade em um assunto

Você é especialista em um determinado assunto? O blog é uma ótima maneira de melhorar sua marca pessoal. Pode lhe trazer muitas oportunidades; desde a obtenção de uma oferta de emprego até o recebimento de propostas para participar em conferências ou outros eventos.

No nível empresarial, ajudará você a se estabelecer como uma autoridade em um campo específico. Ter contato com o público-alvo antes mesmo de ele querer comprar, dá uma vantagem na hora de vender produtos ou serviços.

Documente seu processo de aprendizagem

Você não precisa ser um especialista para começar um blog. Você pode compartilhar sua experiência em aprender algo novo e documentar todo o processo. Faça isso por um tempo e você se tornará uma autoridade nesse assunto rapidamente. O único requisito é interesse e persistência.

Promova os produtos ou serviços da empresa

A maioria dos sites empresariais concentram-se na apresentação da empresa e dos produtos. Ter um blog ajuda a alcançar clientes em potencial quando eles pesquisam sobre o assunto antes mesmo de fazer a compra.

Por exemplo, uma pessoa que está começando a correr pode ler um artigo de um blog explicando como evitar lesões, onde descobre a importância de usar o tênis de corrida adequado. Em seguida, essa pessoa pode ler outro artigo comparando diferentes tipos de sapatos e depois de alguns dias, pode visitar a loja para fazer as compras.

Ter alcançado o cliente potencial antes que ele estivesse no “modo de compra” dá à empresa uma certa vantagem quando surge a intenção de compra. Este conteúdo sem um objetivo de venda direta não teria lugar em uma loja de calçados a não ser num blog.

O mesmo se aplica a todos os tipos de produtos e serviços, desde fotografia a utensílios de cozinha. Fornecer conhecimento sobre um assunto é sempre mais benéfico do que não fazê-lo por medo de “dar informações grátis”.

Sirva de ponto de encontro para uma comunidade específica

Um blog não precisa ser um canal de comunicação unidirecional onde uma pessoa escreve e as outras lêem.

Incluir a opção de comentários ou até mesmo um fórum para outras pessoas interagirem, é uma ótima maneira de influenciar e se relacionar com uma comunidade específica.

Hoje em dia as redes sociais como Facebook, Quora ou mesmo Reddit agregam uma infinidade de comunidades sobre todos os tipos de assuntos, mas sempre que possível, é melhor ter seu espaço próprio para isso. Seu próprio espaço permite que você crie uma lista de e-mail, por exemplo. No entanto, este tipo de comunidade de terceiros será muito útil para promover o seu blog.

Obtenha tráfego para um site empresarial ou loja online

Quando você publica um novo artigo, seu blog é um candidato a aparecer nos mecanismos de pesquisa para termos relacionados ao seu conteúdo. Quando alguém visita este artigo, também poderá ver outros artigos e outras páginas do seu site. Assim, graças ao blog, é possível obter visitas que de outra forma não seria possível.

Além disso, um dos fatores de posicionamento mais importantes são os links vindos de outros sites. E é mais complicado obter um link para a página inicial de um site empresarial do que para um artigo de blog com conteúdo interessante.

Essas são as razões pelas quais empresas e indivíduos criam blogs. A boa notícia é que mesmo um pequeno blog pode competir com grandes empresas. Você só precisa de um conteúdo mais atraente e relevante do que a concorrência.

Por onde começar

Antes de começar a escrever todos os tipos de artigos, você precisa tomar 3 decisões: Qual será o tema ou nicho do seu blog, que nome de domínio ele terá e como você criará seu blog.

1. Escolha um tema ou nicho

Em geral, essa é a decisão mais fácil de se tomar.

Se você tem um negócio ou hobby específico, não precisa pensar muito. Mas se você quiser criar um blog para ganhar dinheiro recomendando produtos ou exibindo anúncios, terá que pensar mais um pouco.

Em geral, quanto mais específico for um tópico, maior será a probabilidade de você ter sucesso, pois será mais fácil escrever conteúdo relevante e você terá menos concorrência. No entanto, se um tópico for muito específico, haverá menos pessoas interessadas.

Um nicho é uma parte específica de um mercado mais geral. Por exemplo, acessórios de golfe são um nicho no mercado de moda esportiva. Um bom nicho será aquele que tem pouca ou nenhuma concorrência e um volume de pesquisa razoável.

Você pode ver quanta competição um nicho tem fazendo uma pesquisa na Internet e analisando os primeiros resultados. Use ferramentas como o Google Trends para ver o interesse ao longo do tempo. Dê uma olhada neste artigo para ter algumas ideias.

2. Escolha um método de hospedagem

Todo blog, loja online ou site precisa de três elementos para funcionar:

  • Hospedagem: É o local onde se encontram os arquivos que fazem parte do seu blog (textos, fotos, vídeos …). Geralmente é uma pasta em um servidor online.
  • Domínio: É o nome que ajuda o navegador a localizar os arquivos do seu blog para que você possa exibi-los.
  • Sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS): É o software que permite criar o blog e carregar novos conteúdos sem ter que programar cada página do zero.

Quando você cria um blog (ou qualquer projeto online), existem 2 maneiras de fazer isso. Contratar a hospedagem e o domínio, e “instalar” um gerenciador de conteúdo compatível com a sua hospedagem, ou usar um gerenciador de conteúdo online que inclui tudo em um só lugar (Hosting, Domínio e CMS)

Se decidir comprar cada elemento por sua conta, terá toda a liberdade possível para personalizá-lo, mas também será responsável pelo seu funcionamento técnico. Frequentemente, você terá que inserir códigos para personalizar e manter seu blog funcionando. Portanto, esta é a solução mais adequada para pessoas com certo conhecimento técnico ou com bastante tempo para aprender.

Ao usar um sistema de gerenciamento de conteúdo online, você tem menos possibilidades de personalizar cada elemento. No entanto, você ganha muito mais tempo para criar e manter o blog. Todo esse tempo você pode investir nos elementos que realmente importam para o sucesso do blog: bom conteúdo e promoção.

No passado, os gerenciadores de conteúdo online tinham menos possibilidades de otimização e configuração SEO. Hoje, tanto o próprio CMS quanto os mecanismos de pesquisa melhoraram e praticamente não existe diferença nas possibilidades de otimização e configuração SEO.

Quer você escolha fazer tudo sozinho ou usar um CMS online. O domínio e seu conteúdo sempre serão seus e você pode levá-lo para outro lugar quando quiser.

Neste guia, mostraremos como criar um blog no construtor de sites Webnode. Que é a melhor solução para iniciantes e pessoas que querem se concentrar no conteúdo do blog.

3. Encontre um nome de domínio

Se você já tem um site ou loja online, é absolutamente recomendável incluir o blog em seu domínio. Desta forma, as visitas e links que você receber através do blog irão valorizar todo o site. Além disso, publicando novo conteúdo regularmente, os mecanismos de pesquisa vão “verificar” o seu site com mais frequência.

A melhor forma de incluir um blog em seu site é por meio de uma pasta. Por exemplo www.meusite.com/blog. Alguns provedores oferecem a possibilidade de criá-la em um subdomínio (blog.meusite.com). Embora que, em teoria, não há diferença, existem provas de que muitos blogs tiveram melhorias consideráveis no SEO ao passar de um subdomínio para uma pasta.

Se o objetivo do seu blog não é oferecer suporte a um site existente e você espera ganhar dinheiro com anúncios ou recomendação de produtos, é necessário obter um nome de domínio.

Recomenda-se que seu nome de domínio seja curto, fácil de lembrar e conectado ao tema do seu blog. Pode ser difícil encontrar um nome de domínio que não esteja sendo usado.

Quando você se registra na Webnode, seu blog é hospedado em um subdomínio do tipo “meublog.webnode.com”. Este subdomínio é gratuito sem limite de tempo. Essa é uma boa forma de ter a experiência de possuir o seu próprio blog antes de investir algum dinheiro nele.

Enquanto procura o nome de domínio correto, você pode começar a escrever e personalizar o conteúdo do seu blog. No entanto é aconselhável obter seu próprio nome de domínio, pois além da vantagem em termos de SEO, o domínio também ajuda a melhorar a credibilidade do seu blog. Resumindo, investir em seu próprio domínio traz mais visitantes ao seu blog e ajuda a ganhar a confiança deles.

A criação do blog

Depois de saber o tópico, ter o domínio correto e escolher um método para gerenciar o blog, você pode começar a criá-lo.

Os blogs são geralmente um pouco mais simples e fáceis de criar do que criar um site completo. No entanto, existem alguns elementos específicos que você deve levar em consideração.

Primeiro passo : Estrutura

Recomendamos planejar a estrutura do seu blog antes de começar a escrever. Os principais objetivos de uma estrutura são:

  • Facilitar a navegação
  • Encorajar a descoberta de novos itens
  • Se o seu objetivo for vender produtos e serviços, levar seu visitante ao site ou loja onde eles poderão fazer a compra

Tente manter a estrutura o mais horizontal possível. Faça uma pequena lista de artigos relacionados ao tópico do blog e agrupe-os por categorias. Devem haver de 4 a 6 categorias no máximo. Esse número permitirá que seus visitantes encontrem o conteúdo que lhes interessa sem ficarem sobrecarregados.

Às vezes, um artigo pode estar relacionado a duas categorias diferentes, não se preocupe, você pode incluí-lo em ambas mantendo o mesmo URL.

Se o seu blog não faz parte de um site ou loja online, certifique-se de incluir uma página com detalhes de contato e informações sobre você.

Para criar categorias em um blog Webnode, simplesmente crie uma nova “página de blog” e adicione os artigos correspondentes à nova categoria.

Categoria de blog na Webnode

Adicionando nova categoria ao seu blog no editor Webnode

Segundo passo: Design

Depois de ter a estrutura do blog definida, é hora de começar a trabalhar com a ferramenta online.

O design do seu blog deve ajudar os usuários a ler e navegar facilmente pelo blog.

Lembre-se de que boa parte dos visitantes vai ler pelo celular. Uma das grandes vantagens do Webnode é que todos os seus modelos se adaptam automaticamente a qualquer tamanho de tela. Seus leitores não terão problemas para usar qualquer dispositivo de sua preferência.

Se ainda não o fez, inscreva-se no Webnode com o nome do seu blog e endereço de e-mail. Em seguida, você verá os modelos disponíveis.

Ao iniciar seu próprio blog, você provavelmente já tem uma “visão” de como ele deve ser. Talvez você até tenha visitado outros blogs para se inspirar. Com essas idéias em mente, selecione um modelo que se pareça com a visão que você tem em mente.

Não precisa ser exatamente o que você espera, pois todos os elementos visuais do modelo podem ser personalizados. Você também pode escolher um modelo que não seja de blog e adaptá-lo.

Cada template vem com um conteúdo predefinido para lhe dar uma ideia da estrutura do blog e de cada página. Comece adicionando as categorias que você criou no primeiro passo, em seguida, personalize o layout da página inicial, das páginas e das categorias.

Por fim, você pode ajustar a paleta de cores e a fonte do texto. Lembre-se, o objetivo principal é tornar o conteúdo fácil de ler. Não se esqueça de verificar como seu design vai ficar em um celular.

Terceiro passo: Escreva artigos

O conteúdo dos seus artigos (também chamados de posts) deve ser a base do seu blog. A principal vantagem de usar uma plataforma como o Webnode é que o sistema cuida de todos os aspectos técnicos para que você possa dedicar todo o seu tempo aos elementos que fazem a diferença: Bom conteúdo e promoção.

Se você está apenas começando seu blog ou já tem um há algum tempo, é importante que você tenha um plano de conteúdo. Não precisa ser nada complicado, basta fazer uma lista de ideias. Dessa forma, quando você não estiver inspirado, pode “puxar” alguma coisa desta lista.

Se você tem um blog de vendas, de uma empresa ou afiliado, pode usar este plano de conteúdo para priorizar os conteúdos com mais possibilidades de atrair clientes. Por exemplo, aqueles mais relacionados aos produtos que você vende.

Não pare de trabalhar neste plano de conteúdo. Ao encontrar novas ideias, adicione-as e priorize de forma adequada. Conforme você escreve artigos, remova-os de seu plano de conteúdo para abrir espaço para novas ideias.

Como encontrar ideias do que escrever no blog?

Para um jornal ou blog projetado para documentar um processo de aprendizagem, a maioria dos seus artigos será baseada em sua própria experiência pessoal: o que você fez, o que você viu, ou o que você viveu.

Por outro lado, se você tiver um blog profissional, a grande maioria das postagens de blog se concentrará em definir ou explicar a solução para um problema.

Para este segundo caso, a maneira mais fácil de encontrar tópicos sobre os quais escrever é colocar-se no lugar do público que deseja alcançar e responder às suas dúvidas ou problemas. Há muitas maneiras de fazer isso.

“Brainstorming” ou conhecimento próprio do mercado

Coloque-se no lugar do cliente que procura seu produto ou serviço e anote todas as perguntas que ele possa ter. Se você tiver contato com estes clientes, certamente haverão algumas perguntas mais frequentes. Este será o seu ponto de partida ideal.

Notícias e desenvolvimentos em seu setor

Se você participa de conferências ou eventos em seu setor, essas são uma fonte fantástica de ideias sobre as quais escrever. Tome nota dos tópicos mais controversos e dos títulos das apresentação e escreva sobre eles do ponto de vista do consumidor.

Comunidades Online

Existem muitos lugares na Internet onde o seu público faz e responde perguntas. Grupos do Facebook ou Linkedin, fóruns especializados, Quora, Reddit …

Essas comunidades geralmente têm uma barra de pesquisa. Use um termo genérico relacionado ao seu mercado e anote em seu plano de conteúdo as perguntas mais repetidas que você pode responder. Visite essas comunidades com frequência para se manter atualizado sobre novos tópicos.

Youtube

Existem muitas pessoas que preferem o conteúdo escrito mais do que um vídeo. Quer você tenha um blog de moda ou uma empresa de móveis para cozinha, pode encontrar muitos vídeos relacionados no YouTube. Faça uma pesquisa e veja quais vídeos são feitos com o mesmo tópico do seu blog. Escolha os vídeos com mais visualizações e use-os como inspiração para o seu artigo.

Termos de pesquisa relacionados

Os mecanismos de pesquisa geralmente mostram termos relacionados. Às vezes, eles também mostram “perguntas dos usuários”. Ferramentas como answerthepublic.com usam essas informações para fornecer uma lista de perguntas perfeitas para inspirá-lo.

Concorrentes

Confira os blogs de seus concorrentes e veja os tópicos sobre os quais eles escrevem. Você consegue lidar com o mesmo assunto de forma mais detalhada ou mais fácil de entender? De outro ponto de vista ou com outro formato? Não há nada de errado em se inspirar na competição.

Preste atenção aos anúncios das mídias sociais do seu concorrente. Eles estão promovendo um post do blog deles? Esse conteúdo provavelmente funcionará bem para eles venderem, seria uma boa ideia fazer algo semelhante.

Tendências de pesquisas

Ferramentas como o Google Trends mostram aqueles tópicos cujo interesse está crescendo. Comece com um termo genérico que descreve seu negócio e analise os tópicos e pesquisas relacionados.

Artigos anteriores de maior sucesso

Você tem um blog que está no ar há algum tempo? Verifique que artigos recebem mais visitas e crie novos posts com diferentes pontos de vista.

Como priorizar as ideias

Depois de ter seu plano de conteúdo cheio de ótimas ideias, é hora de priorizá-las: A melhor maneira de fazer isso, para garantir o sucesso do blog, é priorizar as ideias considerando 2 métricas: Volume de pesquisa e valor para o seu negócio (se for um blog com a expectativa de ganhar dinheiro).

A maior fonte de visitas para seu blog virá dos mecanismos de pesquisa. Se você conseguir fazer com que um de seus artigos tenha uma boa posição no Google, receberá visitas todos os meses. Quando você conseguir mais artigos bem posicionados nos mecanismos de pesquisa, seu blog terá uma tendência crescente de visitas, sem depender da quantidade de posts que você publica.

Gráfico do tráfico dos artigos ao longo do tempo

Tráfego para seu blog ao longo do tempo

Existem muitas ferramentas que indicam o número de pesquisas para uma determinada ideia de artigo. Os mais conhecidos como Moz, Semrush ou Ahref, são pagos. No entanto, existem ferramentas como Keyword Generator ou Keyword Surfer que podem ajudá-lo a obter essas informações gratuitamente.

Se você tem um negócio ou quer vender produtos no seu blog, não adianta ter muitos visitantes que não dão dinheiro. Nesse caso, adicione uma outra coluna à sua tabela com o seu plano de conteúdo, onde você irá incluir seu valor para o negócio. Nesta coluna, atribua um valor numérico a cada uma de suas ideias. 0 se você acha que o artigo não venderá ou 10 se os leitores do artigo forem clientes em potencial.

Depois de ter o volume de pesquisa e o valor para o seu negócio, no seu plano de conteúdo, comece a escrever primeiro os artigos que têm um maior valor para o negócio e um maior número de pesquisas.

A regra 80/20

Embora seja difícil de admitir, as pessoas não estão interessadas na sua empresa, produtos e serviços. Se você tem um blog corporativo e deseja que ele seja bem-sucedido, tente seguir a regra 80/20.

80% do conteúdo deve ser direcionado para o leitor e focado no valor que o artigo traz para ele, os 20% restantes podem ser usados para artigos de sua empresa com foco em vendas.

Fornecer valor na forma de conhecimento gratuito para o leitor pode parecer uma estratégia de vendas muito ruim no início, no entanto, é a maneira ideal de se identificar como uma autoridade em um determinado assunto e ganhar a confiança do leitor.

Tudo o que você faz para beneficiar o leitor e a comunidade online, mais tarde, abrirá oportunidades para você.

Como escrever bons artigos

Além de ter um conteúdo interessante e específico para o seu leitor, você tem que apresentá-lo da maneira certa para prender a atenção dele.

Primeiro você precisa chamar a atenção do leitor. Todo site ou rede social está repleto de conteúdo competindo para atrair visitantes. Mas você pode contar com três armas muito poderosas: o título, a meta-descrição e o primeiro parágrafo.

O título

Quando você promove seu artigo nas redes sociais e também nos mecanismos de pesquisas, a única coisa que o leitor verá é o título do artigo. É muito importante reservar um tempo para criar um título atraente que seja fiel ao conteúdo.

  • Use números: Em uma tela cheia de texto, a presença de um número vai chamar a atenção do nosso lado lógico. Ex: “4 maneiras de …”

  • Promessas e mistérios: Inclua no título um benefício oculto para o leitor. Ex: “O segredo para…”, “O que ninguém te contou…”, “Um truque infalível para…”

  • “Como” artigos: Quando pesquisamos no Google como fazer algo, geralmente incluímos essas palavras. Se o seu título corresponder aos termos de pesquisa, você terá mais chances de obter o clique.

  • Títulos com perguntas: Qualquer fórmula fora do comum chama a atenção. No caso de perguntas, este é um bom método porque desafia diretamente o leitor. Ex: “Produto X ou Produto Z, qual é o melhor?

  • Ponto de vista controverso: Se houver uma verdade bem estabelecida sobre um assunto, você chamará a atenção do leitor com um ponto de vista oposto, mas o resto do artigo terá que justificar o título ou encontrar um jeito de negá-lo sem que o leitor se sinta enganado. Isto funciona muito bem para gerar conversação.

  • Comprimento: Mantenha o título o mais curto possível para evitar que seja cortado e para facilitar a leitura.

Para adicionar um título aos seus artigos no Webnode, vá até o gerenciador dos posts, clique naquele que deseja modificar e altere o título em “Configurações SEO do blog post”.

A meta descrição

A meta descrição é o texto que aparece abaixo do título nos mecanismos de pesquisa. Ele fornece mais informações ao visitante antes dele clicar no link. Escreva um resumo do seu artigo bem atraente.

No Google, o comprimento máximo da descrição é de 900 pixels, ou seja, entre 155 e 160 caracteres. Mantenha a descrição abaixo de 150 para garantir que ela apareça completa.

Para personalizar a descrição do seu artigo no Webnode, vá novamente para o gerenciador dos posts, clique naquele que deseja modificar e altere a descrição em “Configurações SEO do blog post”.

Configurações SEO dos artigos na Webnode

Onde configurar as meta descrições no editor Webnode

O primeiro parágrafo

Parabéns! De todas as opções possíveis no Google ou Facebook, o visitante clicou no seu artigo. Porém, ainda não é hora de relaxar.

O primeiro parágrafo é o mais importante para que o leitor não saia assim que chegar. Depois de escrever um artigo, verifique o primeiro parágrafo para ter certeza de que ele convida o leitor a continuar lendo.

Existem vários truques para fazer isso:

  • A pirâmide invertida: No jornalismo, é comum o editor cortar um artigo para ele se adequar ao design do jornal. Então, para evitar a perda de informações importantes, os jornalistas colocam o mais importante no início da notícia. Você pode fazer o mesmo em seu blog. Comece com a conclusão e, a seguir, desenvolva sobre como a alcançou.
  • Inclua o leitor em seu artigo: Não há nada melhor do que quando nós nos vermos refletidos em um texto. Comece seu artigo descrevendo um problema comum que você tem certeza que o leitor também enfrentou.
  • Conte uma história: Quando começamos a ler uma história inconscientemente, queremos saber como ela termina. Escreva seu artigo como se fosse uma história, apresente um personagem com um problema para ser resolvido e conte como ele chega à solução.
  • Compartilhe um fato interessante: Informações que vão contra o que esperamos chamam muita atenção. Se você tiver tal fato, inclua-o na introdução e explique mais sobre ele no restante do artigo.

Estilo de escrita

Embora estejamos cada vez mais acostumados com isso, é desconfortável ler em uma tela. Então, quando estamos na Internet, não lemos todas as palavras, mas rapidamente damos uma olhada no conteúdo.

Para facilitar essa forma de consumir conteúdo, podemos adaptar nossa forma de escrever. Siga estas dicas para facilitar a leitura e evitar o cansaço:

  1. Parágrafos e frases curtas: tenha um texto mais leve separando-o em parágrafos curtos. Evite orações subordinadas ou muito longas.
  2. Se uma palavra tiver um sinônimo mais curto e direto, use-o.
  3. Use diferentes formatos de texto, negrito ou itálico são excelentes para destacar ideias.
  4. Se vários itens podem ser listados, por que não? É uma maneira muito rápida de facilitar a leitura.
  5. A Internet oferece a possibilidade de vincular textos, Isso fornece ao leitor informações adicionais por meio de links relevantes. Vincule também seus próprios artigos para evitar a repetição de conteúdo e para promover outros artigos em seu blog.

Imagens e vídeos

Misturar conteúdo em diferentes formatos é a melhor forma de entreter o leitor. Isso ilumina o texto e reforça seu significado.

Tente incluir imagens no conteúdo. Se você não tem suas próprias fotos, existem vários sites onde você pode encontrar imagens para seu blog. O editor Webnode também inclui uma extensa biblioteca de imagens que você pode usar gratuitamente em qualquer projeto online.

Além das imagens, vídeos são um formato natural da Internet. É fácil de absorver, e por isso, hoje em dia, gastamos cada vez mais tempo assistindo a vídeos online.

A maneira mais eficiente de incluir vídeos em seu blog é enviá-los para o YouTube ou Vimeo e integrá-los ao conteúdo. Desta forma, você economiza dinheiro em sua hospedagem e também pode obter visitas adicionais a partir desses portais.

Na webnode, para inserir um vídeo, clique no sinal de + na seção da página onde deseja colocar o vídeo e adicione o link do YouTube ou Vimeo. Depois, você pode ajustar o tamanho e colocar o vídeo onde quiser.

Adicionar vídeo na webnode

Como fazer upload de vídeo na Webnode

Qual é o tamanho ideal de um artigo do blog?

Essa pergunta já foi feita a todo mundo da área de SEO, e a verdade é que não há uma resposta específica.

Um artigo deve ser tão longo quanto necessário para satisfazer o leitor, mas não longo demais. Portanto, depende da complexidade do assunto com o qual você está lidando. Se você está escrevendo sobre a última moda de camisetas, talvez 1.000 palavras sejam suficientes, um artigo sobre como fazer a declaração de imposto de renda pode precisar de 3.000 palavras para ser útil.

Portanto, a utilidade de um artigo deve ser seu objetivo principal. Se houver dois artigos igualmente úteis, mas um tiver o dobro do comprimento do outro, o mais curto será o ideal.

Existem muitos estudos que analisam a extensão de artigos de acordo com sua posição no Google e outros mecanismos de pesquisa. De acordo com esses estudos, o comprimento recomendado é em torno de 2.000 palavras. No entanto, esses artigos não se classificam bem por causa de sua extensão, mas sim porque são úteis para responder às perguntas do leitor.

O que parece existir, é um comprimento mínimo, cerca de 300 palavras. Isso faz sentido, pois há poucos tópicos nos quais um conteúdo útil pode ser fornecido em um espaço tão pequeno.

Quando terminar de escrever, se pergunte se o seu artigo continuaria sendo útil se fosse mais curto. Se a resposta for sim, você pode remover as partes menos importantes. Se, por outro lado, seu conteúdo perder qualidade ao ser encurtado, isso significa que seu comprimento está adequado.

Promova seus posts

Se você seguiu este guia, terá escolhido um tópico com pesquisas suficientes e otimizado o título e a descrição de seu artigo para receber visitas.

Agora é a hora de promover seu artigo para começar a receber as visitas de uma forma natural e auto suficiente ao longo do tempo.

O objetivo é duplo; 1) Conseguir tração inicial com visitas e comentários nas redes sociais e 2) Garantir visitas a médio prazo através de links em outros blogs ou sites.

Existem inúmeras estratégias para se fazer isso. Claro, no final tudo depende da qualidade do seu artigo ou da conversa que ele consegue gerar. Use um ou mais desses métodos para atingir seus objetivos.

A maneira mais fácil de começar é promovendo o post para seu próprio público:

  • Compartilhe o artigo em suas redes sociais: Você pode fazer isso várias vezes durante os primeiros dias após a publicação do artigo. Certifique-se de mudar o texto para não ficar repetitivo.

  • Vincule seu blog às redes sociais e inclua botões para compartilhar seus artigos sem sair do blog. Você também pode exibir comentários do Facebook em suas postagens, uma boa maneira de ajudar a gerar conversas e evitar o spam típico de outros sistemas de comentários. Você pode fazer isso facilmente no Webnode a partir da janela de configurações do blog.

Adicionando os botões sociais e comentários aos posts do seu blog

  • Crie uma lista de e-mail: Comece a criar sua própria lista de e-mails o mais rápido possível. Use a lista de clientes da sua empresa ou adicione um formulário no seu blog. Ao publicar um post no blog, compartilhe com sua lista de e-mail. O Webnode permite que você crie sua própria lista facilmente com o formulário de “registro de newsletter”.
Formulário de inscrição em newsletter na Webnode

Adicionando formulário de registro de newsletter ao seu blog

  • Vincule seu novo artigo a outros artigos relacionados: Isso o ajudará a receber visitas desses artigos e ajudará o Google a descobrir seu novo artigo mais rapidamente. Apenas seu próprio público pode não ser suficiente para posicionar seu artigo nos mecanismos de busca. É necessário apresentar seu artigo a mais pessoas. Você pode usar as seguintes estratégias:

Seguindo essas etapas, seu artigo receberá algumas visitas durante os primeiros dias e, em vez de voltar a 0 quando você parar de promover, continuará recebendo tráfego continuamente ao longo do tempo.

Com que frequência devo publicar?

Não é necessário publicar um artigo por semana para ter um blog ativo e/ou lucrativo. Passe algum tempo encontrando os tópicos de interesse das pessoas em seu nicho e crie conteúdo original que ajude seus leitores.

Se você não publicar novos artigos por muitos meses, seus leitores podem pensar que seu blog está abandonado. Para mostrar alguma atividade, é aconselhável escrever um artigo a cada 2 ou 3 meses.

Webnode tem um recurso muito útil: Agendamento de publicação.

Talvez você tenha uma temporada em que possa escrever vários artigos. Em vez de publicá-los imediatamente, é possível selecionar uma data para publicação. Se você tiver menos tempo para o blog depois, pode organizá-lo para que não pareça que foi abandonado.

Agendamento de artigos na Webnode

Você pode agendar quando deseja que suas postagens sejam publicadas

Esta função também é muito útil para aqueles artigos que precisam ser publicados em uma data específica.

À medida que você coloca mais artigos nos resultados da pesquisa, as visitas ao seu blog começarão a aumentar sem depender da publicação de muitos artigos ou promoção constante.

E depois o quê?

Não se esqueça das metas que você definiu no início deste guia. Embora receber muitas visitas ou comentários seja ótimo, você tem que conseguir algo com o esforço investido.

Se você tiver uma loja online ou um site comercial, certifique-se de vincular seu blog onde for relevante. Você também pode promover seu blog entre seus clientes, compartilhando sua URL quando eles comprem um item ou em sua assinatura de e-mail.

Se o seu blog é sobre uma habilidade que você dominou ou acabou de aprender, pode ser uma boa ideia incluir uma página com seus detalhes de contato. Você nunca sabe quais oportunidades podem surgir graças ao blog.

Como ganhar dinheiro com um blog?

Com bastante perseverança e planejamento é possível ganhar algum dinheiro com seu blog, porém, você deve ter em mente que não é algo que acontece da noite para o dia. Ganhar dinheiro na Internet requer tempo e esforço.

Em geral, existem 3 maneiras de ganhar dinheiro com um blog: Com publicidade, com programas de afiliados ou vendendo espaço em seu blog para empresas ou outros blogueiros.

Publicidade

Os principais portais da Internet possuem redes de publicidade “display” às quais qualquer site pode aderir. Ao fazer isso, você “aluga” um espaço em seu blog para a rede onde os banners serão exibidos.

Quando seus anúncios forem exibidos X vezes ou quando alguém clicar em um banner, você receberá uma compensação planejada com a rede de publicidade. Essa forma de ganhar dinheiro, é apropriada para blogs que recebem muitas visitas, portanto, requerem um nicho mais específico.

A Webnode trabalha com a rede de publicidade do Google chamada AdSense. Para participar desta rede basta se cadastrar no site deles e colocar um código no seu blog. Siga estas instruções para fazer isso.

Configurar Google Adsense na Webnode

Configurando o anúncio do AdSense no Webnode

É importante encontrar um equilíbrio entre o número de anúncios e seus benefícios econômicos. Se você for longe demais, provavelmente perderá visitas ou até mesmo será penalizado pelo Google.

Programas de afiliados

Muitas empresas possuem um programa de afiliados para aumentar as vendas através de referências.

É tudo muito simples! Ao se inscrever no programa, você recebe um código para adicionar aos seus links. Você receberá uma comissão sempre que alguém usar o seu link contendo seu código para comprar o produto que você recomenda.

Este sistema é o mais adequado para pequenos blogs. Você não precisa de um grande volume de tráfego para ganhar dinheiro, você só precisa encontrar uma maneira de alcançar um público relevante para aquele produto.

Se o seu blog está focado em um nicho muito específico no qual você tem experiência, será fácil para você gerar algumas vendas.

É importante que você informe seu público a respeito da sua participação no programa de afiliados. Em geral, as pessoas não se importam se você ganha uma comissão por recomendar um produto. Deixe claro que eles não pagarão mais pelo produto se comprarem a partir do seu seu blog.

A rede de afiliados mais comum é a da Amazon. Porém muitas lojas especializadas também têm seus próprios programas. Antes de iniciar um blog de afiliados, faça uma pequena análise dos diferentes programas de afiliados existentes e das comissões que eles pagam.

Webnode também tem seu próprio programa de afiliados, cadastre-se e ganhe $100 para cada usuário Premium que você gerar com seu blog.

Venda de espaço

Se você tiver um blog de sucesso, é provável que você receba pedidos para publicar postagens de convidados. Isso significa publicar um artigo escrito por outra empresa ou blogueiro.

Como proprietário do blog, você obtém conteúdo sem precisar criá-lo, e a outra parte recebe um espaço onde pode recomendar seu próprio produto e serviço e incluindo um link.

Se você quer aceitar esse tipo de colaboração, certifique-se de ser rigoroso com o conteúdo que recebe. Assim como os artigos que você escreve, devem ser originais e úteis para o seu público. A melhor maneira de fazer isso é não se comprometer a publicar o conteúdo até que você o tenha visto.

Como nos programas de afiliados, é necessário marcar claramente qual artigo em seu blog é um guest post. Se você não fizer isso, o Google e outros mecanismos de pesquisa podem penalizá-lo.

Em qualquer uma das maneiras de ganhar dinheiro descritas acima, você deve manter um equilíbrio entre a promoção e a utilidade de seu conteúdo.

A curto prazo, pode ser benéfico colocar mais anúncios do AdSense ou conteúdo patrocinado, mas a longo prazo você pode perder leitores ou ser penalizado. Sempre pense no valor que você agrega aos seus leitores.

Neste guia, compartilhamos tudo o que você precisa saber para iniciar ou gerenciar seu próprio blog. Você já tem um blog? Conte-nos sobre sua experiência nos comentários abaixo.