Como fazer SEO para seu site

Índice

O que é otimização para motores de busca

Se você tem um site de negócios, uma loja online, um blog ou um site pessoal, você de certeza quer ser visto na Internet. O termo SEO é frequentemente utilizado para isso. SEO em inglês significa Search Engine Optimization (Otimização para motores de busca).

SEO pode ser definido como uma ferramenta de marketing que melhora a exibição do seu site nos resultados de busca orgânica. Os resultados são os links para páginas que aparecem ao você escrever a sua solicitação no navegador.

Resultados orgânicos de uma pesquisa aparecem atrás de anúncios pagos

Onde aparecem os resultados da pesquisa orgânica.

Alguns links são classificados como “Anúncios”, o que significa que estas posições são reservadas para publicidade paga. O seu site pode entrar nos resultados de pesquisa com a ajuda de SEO, ou você pode investir em ofertas pagas usando PPC.

PPC é um modelo de publicidade online. O anunciante está participando de um leilão para colocar o seu anúncio nos resultados de pesquisa. Se o anunciante tiver sucesso no leilão, o seu anúncio será mostrado aos usuários. Contudo, o anunciante paga a oferta cada vez que um usuário clicar no seu anúncio online. Esta é uma forma de comprar visitas ao seu site, em vez de tentar “ganhar” essas visitas de forma orgânica.

Ambos os métodos têm os seus prós e contras:

PRÓS DE SEOPRÓS DE PPC
Você não tem de pagar pelos visitantesOs resultados são imediatos
O tráfego orgânico é mais estável
O tráfego pago pode ser facilmente
influenciado
CONTRAS DE SEOCONTRAS DE PPC
Os resultados aparecem só depois de um período mais longoÉ necessário pagar por cada visitante
O desempenho é afetado por vários fatores e é, portanto, menos previsívelA durabilidade do desempenho é condicionada pelo dinheiro

Tabela comparativa dos prós e contras das estratégias SEO e PPC.

Para uma melhor compreensão, SEO pode ser dividido em:

Fatores on-page e off-page

  • Otimização on-page (na página) abrange configurações e ajustes feitos diretamente no seu site. Por exemplo, criação de títulos e meta-descrições. Otimização off-page (fora da página) é, por outro lado, uma atividade fora da página web. Por exemplo, criação de backlinks ou trabalho com os mídia sociais.

  • A vantagem da otimização on-page é que está completamente sob o seu controle. Os fatores externos não podem ser tão facilmente influenciados. Obter um backlink não é tão fácil como definir um título numa página web. Por outro lado, os fatores da otimização off-page podem ter um efeito maior na classificação da página. As hiperligações relevantes de um website autoritário serão apreciadas pelos motores de busca mais do que um título de página devidamente definido.

Um site é considerado autoritário se os buscadores confiam nele, se o site fornece informações verdadeiras, atualizadas e de boa qualidade. O site deve ser bastante popular, referenciado em outros sites e partilhado em redes sociais. Geralmente tem uma rica história na web e é fácil de ser encontrado.

SEO técnico e de conteúdo

  • SEO técnico envolve atividades que intencionam tornar o site seguro e indexável. Isto não significa que o seu site será interessante também para os usuários. No entanto, uma otimização técnica devidamente dominada permitirá aos visitantes acessarem seu site, em primeiro lugar. Por conseguinte, os erros técnicos podem ser fatais. As práticas de SEO técnico incluem o registro e configuração de domínios, como também a otimização da velocidade da página web.

  • SEO de conteúdo inclui atividades que visam a melhorar o conteúdo de um site. Ajuda a atrair usuários e a colocar o seu site na primeira posição nos resultados da pesquisa. As práticas de SEO de conteúdo incluem a otimização de títulos e meta-descrições, bem como análise de palavras-chave (veja abaixo).

  • Tanto o SEO técnico, quanto o de conteúdo são importantes para os sites. Por isso, é necessário desenvolver ambas as áreas de uma maneira igual. No entanto, a Webnode proporciona uma grande vantagem porque cuidará do SEO técnico para que você se possa concentrar na otimização de conteúdo.

SEO White hat ou Black hat

Como é que SEO realmente funciona?

A missão dos buscadores, como o Google, é simples – encontrar todo o conteúdo que é criado sobre um tópico e classificá-lo de acordo com a sua qualidade e relevância para que possa responder à pergunta do usuário.

Ao trabalhar na otimização do seu website, você quer “convencer” os mecanismos de busca de que o seu conteúdo é mais relevante, tem melhor qualidade e é mais acessível do que o conteúdo sobre o mesmo tópico de outros websites.

O objetivo é melhorar a visibilidade do seu site nos resultados de busca. Quanto mais frases você conseguir cobrir e quanto melhor classificar o site nos resultados de pesquisa, mais visitantes receberá. São utilizados vários métodos e práticas SEO para este propósito, por exemplo:

  • Análise de palavras-chave
  • Análise do conteúdo da concorrência
  • Otimização da velocidade da página web
  • Otimização para dispositivos móveis
  • Criação de backlinks

SEO é um processo longo e contínuo. Por essa razão, é recomendável decidir por uma estratégia. Isto significa planejar a aplicação gradual dos diferentes métodos de otimização passo a passo, de acordo com a prioridade. O procedimento é, portanto, o seguinte:

Escolher um método SEO >> aplicá-lo ao site >> avaliar a forma de como o tráfego orgânico melhorou.

As estratégias tornam o seu trabalho mais fácil e determinam a direção da optimização. Cada site é único e encontra-se numa fase diferente de desenvolvimento. Portanto, a estratégia de SEO será sempre diferente e vai evoluindo gradualmente. Por exemplo, é assim que uma estratégia de SEO para um novo blog possa parecer:

  1. Análise de palavras-chave
    • Irá ajudá-lo a encontrar os tópicos sobre os quais pode escrever

  2. Análise das melhores páginas nos resultados de pesquisa
    • Irá ajudá-lo a encontrar o melhor conteúdo existente

  3. Criação de artigos para cobrir frases-chave
    • Você produz conteúdos que são melhores ou diferentes dos seus concorrentes

  4. Configurações de links internos
    • Aprimoram a navegação e ajudam a aumentar autoridade dos novos artigos

  5. Otimização CTR
    • Aumenta a taxa de cliques nos resultados de pesquisa, aperfeiçoando títulos e meta-descrições ou otimizando rich snippets.

  6. Criação de conteúdos áudio ou vídeo
    • Você cria conteúdos únicos

  7. Promoção de artigos em redes sociais
    • Irá encorajar os visitantes a ler seus artigos

  8. Obtenção de backlinks para artigos publicados

  9. Atualização de artigos
    • Você atualiza e aprimora seu conteúdo com base nas novas tendências de pesquisa

Rich snippet é um elemento na página de pesquisa que inclui informação extra, como estrelas de classificação, imagem, etc. tornando o link visualmente mais atrativo.

Porquê otimizar o seu site

Você sabe porquê a otimização dos motores de busca é importante? Não é apenas mais uma fonte de tráfego. SEO apoia o crescimento de todos os seus canais porque a otimização afeta o aspecto e a qualidade do seu site. Assim sendo, o que é que uma otimização adequada lhe pode trazer?

  • O seu site terá melhor posicionamento nos resultados de busca.

  • Melhora a acessibilidade do site e a experiência do usuário – quer os visitantes estejam utilizando um PC ou um dispositivo móvel, estejam num local com uma má ligação à Internet ou com um problema de visão.

  • Facilitará aos usuários a exploração do seu site – para que possam pesquisar e navegar no conteúdo da página efetivamente e com poucos cliques.

  • Você irá convencê-los a passar mais tempo no site porque toda a informação e recursos de que necessitam estarão num único local.

  • As posições de pesquisa pagas custarão menos.

Todos os visitantes do site irão beneficiar-se com isso. Eles ajudarão a construir a autoridade do seu domínio e reputação do site.

Qual é o objetivo da otimização para buscadores

Muitas pessoas pensam que o objetivo do SEO é agradar ao Google ou a outros mecanismos de busca. No entanto, na realidade, o objectivo é agradar às pessoas. Os motores de busca apenas respondem ao comportamento das pessoas. Eles tentam adivinhar as suas necessidades e classificar os resultados de acordo com o que gostam.

O Google desenvolveu um algoritmo de avaliação – um conjunto de parâmetros e fatores que utiliza para medir os sites. A lista de páginas nos resultados de pesquisa é, em seguida, ordenada para cada visitante de acordo com esta avaliação. O algoritmo está em constante evolução e melhoria. Na verdade, o Google lança uma atualização a cada mês. Infelizmente, o algoritmo não é público.

No entanto, a experiência levou pelo menos à elaboração de uma lista de fatores relacionados com o algoritmo de classificação do Google. Estes são os chamados “fatores de Ranking”. Existem muitos deles e a lista está em constante evolução, tal como o próprio algoritmo. Alguns fatores são sem dúvida influentes, enquanto outros têm uma influência mais questionável. Vamos mostrar os fatores importantes.

Lista de 10 fatores de posicionamento mais importantes que afetam o SEO:

  1. Backlinks
    • A qualidade dos links e o número de domínios que apontam para o seu site são vitais.

  2. Contexto do conteúdo
    • O Google avalia se o conteúdo satisfaz suficientemente as perguntas dos usuários, ou seja se eles encontraram o que precisavam numa dada página ou se tiveram de pesquisar a fundo.

  3. Velocidade de carregamento da página
    • A velocidade média de carregamento de páginas é de 3 segundos. Um tempo de carregamento mais longo causa um ranking negativo. Por outro lado, um período mais curto é avaliado positivamente.

  4. Responsividade com os dispositivos móveis
    • Se uma página não conseguir adaptar-se às telas menores, ela receberá um ranking negativo.

  5. Segurança do site
    • Os sites que não possuem o certificado de segurança HTTPS receberão um ranking negativo

  6. Credibilidade do site
    • A Google avalia se o conteúdo está atualizado, se o autor está listado, ou com que frequência o conteúdo é atualizado. Este fator é especialmente importante para conteúdos relacionados com a saúde e dinheiro (tais como sites sobre medicamentos, empréstimos, etc.).

  7. Domínio e autoridade do site
    • A autoridade depende principalmente da idade do domínio e do número de backlinks (ver ponto 1).

  8. Complexidade e precisão do conteúdo
    • O Google compara o seu conteúdo com outros sites, verifica se cobre suficientemente o tópico e fornece informações precisas e verdadeiras.

  9. Experiência do visitante
    • É avaliado se os visitantes não saem do seu site, por exemplo devido a pop-ups ou publicidade excessiva

  10. Sinais sociais
    • O Google investiga como o seu conteúdo ou marca são discutidos nas redes sociais.

Para atingir este objetivo, siga estes 3 passos básicos:

  1. Torne o site acessível
    • Permita acesso seguro e rápido a partir de qualquer dispositivo. Cada template Webnode pode ser transformado num website acessível.

  2. Ofereça um conteúdo de qualidade
    • Escreva um blog. Descubra o que os visitantes perguntam com frequência e crie uma seção FAQ para responder às suas perguntas.

  3. Permita uma orientação fácil
    • Crie um menu de navegação simples e claro, incluindo links para páginas relacionadas dentro do seu conteúdo. Os modelos Webnode tornam o seu trabalho mais fácil.

Se você criou sua página web com um construtor de sites como a Webnode, a acessibilidade e a segurança já estão resolvidos, pelo que será mais fácil para você focar no conteúdo.

Se você seguir os passos recomendados, os seus visitantes ficarão satisfeitos e mais inclinados a cumprir os objectivos do seu site, quer que você queira vender um produto ou serviço, preencher um formulário de contato ou fazer com que o visitante passe seu tempo a consumir o seu conteúdo.

Quanto tempo leva para SEO começar a dar resultados

SEO não pode ser configurado com um único clique. É um processo que se vai desenvolvendo de forma contínua e os resultados aparecerão se você:

  • produzir conteúdos regularmente;

  • mantiver o seu site em funcionamento – verifique frequentemente se todos os links estão funcionando e não levam a página de erro 404;

  • edificar autoridade para o seu domínio – obtenha backlinks, promova-o em redes sociais, participe em fóruns de discussão.

Em SEO, é difícil avaliar o desempenho. Cada site é único. É por isso que é útil estabelecer metas, que lhe ajudarão a definir um cronograma e prioridades. Um objetivo desses poderia ser, por exemplo:

“Alcançar um funcionamento estável, com 100 visitas orgânicas por dia, num prazo de 6 meses”.

Graças a este objetivo, você já sabe:

  1. Qual é a prioridade
    • No nosso exemplo, é necessário atrair visitantes. Assim sendo, concentre-se no conteúdo. Produzir artigos no blog seria o ideal. Precisa de algumas ideias sobre o que escrever? Foque-se na análise de palavras-chave (ver abaixo).

  2. Quando virão os resultados
    • Tendo um objetivo, é possível estimar e programar a produção de conteúdos. Por exemplo, o objetivo pode ser o de publicar artigos sobre os 5 tópicos mais pesquisados.

  3. Como avaliar o sucesso
    • Um objetivo irá ajudá-lo a determinar quais as métricas deve seguir, escolhendo as ferramentas analíticas apropriadas. Aqui, seria útil ter uma visão geral sobre o desempenho através do Google Search Console. Você poderá verificar quantos cliques cada uma das frases trouxe. Alternativamente, pode utilizar gratuitamente as ferramentas do Webmaster Ahrefs. Ao mesmo tempo, no Relatório de aquisições do Google Analytics você pode acompanhar quantos visitantes os seus artigos geram e trazem a cada dia.

    • Agora, você pode avaliar o sucesso. 120 visitantes por dia a partir de uma busca orgânica significa uma taxa de sucesso de 120%. Ao mesmo tempo, você descobrirá em que medida os artigos criados contribuíram para a realização do objetivo. Escolheu a estratégia certa, ou as suas expectativas não foram realistas?

Google Search Console é uma ferramenta gratuita do Google que o ajuda a controlar, manter, e avaliar a presença do seu site nos resultados de pesquisa do Google.

Ahrefs Webmaster é uma ferramenta de SEO gratuita que oferece dados diagnósticos para sites. Ela oferece a possibilidade de escanear as páginas web e reportar os problemas identificados. Permite também monitorar as palavras-chave e backlinks do seu site.

Google Analytics é um serviço gratuito de análise de páginas web proporcionado pelo Google que lhe permite analisar dados sobre os visitantes do seu site.

O Relatório de aquisições gerado pelo Google Analytics fornece dados sobre de onde os visitantes chegam ao seu site: dos mecanismos de busca, redes sociais ou via referências em outros sites. Este relatório irá ajudá-lo a determinar quais táticas de marketing online estão trazendo o maior número de visitantes para o seu site.

Você pode definir mais objetivos ao mesmo tempo. Assim, poderá avaliar de forma realista quanto tempo o SEO leva para começar a produzir resultados desejados. Isso irá ajudá-lo a planejar melhor o futuro, estabelecer objetivos e expectativas.

Como fazer SEO com Webnode

Como a Webnode pode ajudá-lo a otimizar o seu website

Se você decidir criar um site com o construtor de sites Webnode, poupará muito tempo e dinheiro com SEO. A Webnode resolverá muitas coisas por você. Leia quais itens da sua lista de otimização você pode marcar como resolvidos graças à Webnode:

1. Webnode cria sites responsivos

As pesquisas mostram que mais de 51% de todos os usuários acessam, hoje em dia, os sites exclusivamente a partir dos seus dispositivos móveis. As previsões indicam que este número vai aumentando todos os anos.

Em reação a essas mudanças, o Google ativou a indexação mobile-first. significa que o Google se comporta como um dispositivo móvel ao fazer o rastreamento da página e, por isso, prefere a visualização móvel. Se um site não tiver a sua versão móvel, receberá uma classificação negativa. Este é um fator de avaliação importante.

O site pode ter uma versão móvel ou um design responsivo. A versão móvel é um site autônomo que é personalizado para dispositivos móveis. Um site responsivo é programado para lidar com um tamanho menor da tela. As imagens, títulos, textos e outros elementos continuam sendo os mesmos, mas o seu layout e tamanho mudam. Ambos os métodos são equivalentes. O que é importante para o Google é se a solução escolhida funciona corretamente.

Todos os modelos Webnode são totalmente responsivos. Levamos a sério a indexação mobile-first. Mesmo o próprio editor Webnode está acessível por meio de dispositivos móveis para que você possa criar e editar o conteúdo do seu site diretamente no seu celular.

2. Webnode protege seu site

O Google alguma vez o avisou de que o site que desejava visitar não era seguro? A segurança representa um dos fatores de avaliação do algoritmo do Google onde os sites inseguros estão em desvantagem nos resultados de pesquisa.

Ícone de um site seguro protegido por SSL

Ícone que indica um site seguro

A Webnode utiliza HTTPS para proteger todos os sites com um certificado SSL. Assim, você não precisa se preocupar com a segurança porque o seu site terá uma conexão segura automaticamente. Iremos gerar um certificado SSL gratuito mesmo para o seu próprio domínio conectado com o projeto Webnode.

HTTPS (= HyperText Transfer Protocol Secure) é uma variante encriptada do protocolo de Internet HTTP para a transferência de páginas web. O protocolo permite um acesso protegido ao servidor web através da encriptação de todo o tráfego transmitido, usando o algoritmo SSL ou TSL. Isso é importante ao transmitir uma informação sensível (tal como número de cartão de crédito).

3. Webnode gera URLs de fácil utilização

Cada página de site tem um endereço URL único. Se o digitarmos na barra de endereços, chegaremos diretamente a essa página. É assim que muitos usuários visitam os seus sites favoritos. E se o URL for longo ou contiver números e caracteres incompreensíveis? Definitivamente você não se lembrará do endereço, e ele nem sequer terá um aspecto profissional.

Configurando URL num site Webnode

Definindo URL das suas páginas

Felizmente, a Webnode apenas gera URLs compreensíveis. O editor define o endereço automaticamente na base do nome da página recentemente criada. Além disso, o formato do URL pode ser modificado por você. Aqui estão algumas dicas para a criação de URLs

  • Acima de tudo, o endereço deve ser permanente, uma vez que cada URL constrói a sua autoridade ao longo de tempo. O conteúdo da página pode mudar com o tempo, mas devemos tentar manter o mesmo URL, a menos que uma mudança seja absolutamente necessária. Um novo endereço está sempre em pior posição em comparação com o antigo.

  • Os URLs de fácil utilização devem ser fáceis de ler e lembrar, como também devem ter um aspecto confiável. Por exemplo, o URL de um artigo de blog poderia ser assim: https://www.meudominio.com.br/nome-de-artigo-natural-e-memoravel.

  • Com uma estrutura de URL correta, você pode facilitar a navegação no site aos visitantes. Por exemplo, uma loja online pode apresentar o seguinte URL: https://www.meudominio.com.br/categoria-de-produtos/produto. Mas tenha cuidado. Se você alterar as categorias no futuro, a estrutura dos URLs deixará de funcionar e você terá que revisá-los.

4. Webnode otimiza o desempenho da velocidade do site

A velocidade de carregamento da página web é também um dos fatores de classificação importantes para o Google. Os modelos Webnode são, portanto, criados com destaque para a velocidade de carregamento.

Você poderá influenciar o desempenho do seu site, otimizando o tamanho de imagens e outros conteúdos, tais como vídeos. Ao mesmo tempo, evite um grande número de anúncios, banners e pop-ups. Se seguir estas recomendações, não terá de se preocupar de forma alguma com a velocidade do site.

5. Webnode lida com duplicatas

Um dos problemas comuns com que o SEO lida é a duplicação de conteúdos. Os motores de busca avaliam o conteúdo duplicado de forma negativa. Eles podem também identificar como conteúdo duplicado um conteúdo que não é uma cópia exata. Se um buscador encontrar conteúdo duplicado, ele sempre opta pela variante mais antiga ou mais autoritária. Outras páginas duplicadas são ignoradas ou exibidas mais fundo nos resultados de busca. Existem 2 formas básicas de duplicação:

  1. Duplicação externa – geralmente, o seu conteúdo é copiado e publicado em outro site. Até a Webnode tem que lidar com a duplicação externa do próprio conteúdo. A regra é simples – não copie conteúdo de outros.

  2. Duplicação interna – ocorre quando várias páginas com conteúdo idêntico são criadas num único website. Pode se tratar, por exemplo, de produtos ou categorias semelhantes, de outra versão de idioma da mesma página, etc. A Webnode ajuda a lidar com duplicatas internas.

Devido a duplicações internas, algumas páginas podem deixar de aparecer nos resultados de pesquisa e podem lidar com problemas de indexação. Um grande número de duplicatas internas pode causar penalização do site todo. Os tipos diferentes de duplicatas internas são tratadas de forma diferente:

Para que o conteúdo do seu site possa ser incluído nos resultados de pesquisa, deve ser incluído no índice. A indexação é um processo de rastreamento e armazenamento do conteúdo de uma página web numa base de dados de motores de busca. O índice do mecanismo de busca é semelhante ao índice da biblioteca que contém informação sobre os livros disponíveis. No entanto, em vez de livros, o índice do motor de busca apresenta uma lista de todos os sites de Internet que ele visitou e que considera originais, seguros e dignos de confiança. Quando um motor de busca visita o seu site, ele detecta páginas novas e atualizadas e, em seguida, atualiza o índice.

  1. Redirecionamento
    • O conteúdo duplicado e disponível numa página do site antiga é redirecionado para a versão atual, usando-se o código de status 301.
    • Ao se alterar um endereço URL, o editor Webnode configura o redirecionamento automaticamente.

  2. Solução para versões de idioma
    • Utilize a etiqueta “hreflang” para diferenciar entre páginas com conteúdo idêntico, mas em outro idioma.
    • A Webnode permite criar diferentes versões de idioma do site e define a tag hreflang automaticamente.

  3. Versão canónica
    • Para um grande número de páginas idênticas (p. ex., cores diferentes de produtos), a etiqueta “rel canonical” é utilizada para determinar a página preferida.
    • O construtor de sites Webnode permite criar variantes de produtos e definir a versão canônica correta.

Os códigos de status são as respostas do servidor aos pedidos que lhe são enviados através de um browser ou motor de busca. O código de status 301 é uma resposta que indica que o conteúdo solicitado foi permanentemente transferido para outro URL específico.

O atributo hreflang diz ao Google qual a língua que você usa numa determinada página e a que região se destina. Por exemplo, se você precisar distinguir conteúdo semelhante nas páginas em alemão, onde uma é destinada para a Alemanha e outra para a Áustria. Com a ajuda deste atributo, o motor de busca poderá mostrar o resultado relevante para os usuários, de acordo com o seu idioma e região.

Uma etiqueta canônica é uma forma de dizer aos motores de busca que um determinado URL é a versão primária de uma página. A utilização de uma tag canônica evitará problemas causados por conteúdos idênticos que possam aparecer em múltiplos endereços (p. ex., ao vender tamanhos diferentes de um produto, cada variante pode ter o seu próprio URL). A tag canonical indica aos motores de busca qual versão de URL deve ser exibida nos resultados de pesquisa.

Pode contar com a Webnode para evitar a criação de duplicatas internas!

6. Webnode tratará do domínio e seu alojamento

O domínio é o endereço do site. É o nome sob o qual as pessoas reconhecerão e procurarão o seu site. A Webnode proporciona uma oportunidade de criar um site no próprio subdomínio “nomedosite.webnode.com”, de forma gratuita. Esta é uma forma simples, rápida e barata de iniciar um site.

Quer que o seu site tenha um aspecto profissional e seja mais memorável? Registre o seu próprio nome de domínio e desfrute de uma série de benefícios:

  • Uma página web com domínio próprio tem um efeito de confiança com as pessoas, bem como os motores de busca.

  • Um domínio próprio é mais simples e mais fácil de recordar.

  • Um domínio próprio tem um aspecto profissional. Ajuda na promoção e construção da sua marca.

  • Você pode usar o seu domínio para criar as próprias contas de e-mail.

A Webnode irá fornecer-lhe hospedagem e guiá-lo durante todo o processo de compra, registro e configuração de um domínio. Você não terá que lidar com nenhum serviço de alojamento externo.

O serviço de hospedagem de site é um aluguer de espaço para sites num servidor de terceiros. Com a hospedagem, você pode executar seu site na Internet sem ter que possuir o seu próprio servidor.

Se você já possui um domínio, podemos ajudá-lo a transferi-lo para a Webnode facilmente.

Com a Webnode a cuidar de todas as configurações técnicas, você pode se concentrar totalmente na escolha de um nome ideal para seu domínio. Escolha um que seja fácil de lembrar e que seja, de preferência, relacionado com o tópico do seu site.

Como otimizar um website passo a passo

O construtor de sites Webnode otimiza muitos aspectos por você. No entanto, as decisões importantes estarão sempre nas suas mãos. Analisemos os pontos mais importantes da otimização do seu site.

1. Criar uma estrutura de navegação e conteúdo

A navegação e a estrutura são as pedras fundamentais de cada site e afetam fundamentalmente a experiência do usuário.

  • Eles permitem aos usuários rapidamente encontrar informação e navegar pelo conteúdo.

  • Facilitam aos motores de busca o rastreamento e a indexação das páginas.

  • A concepção da estrutura de navegação irá ajudá-lo a criar um plano de conteúdo, determinará os locais certos para certos tópicos e palavras-chave, e criará uma rede de links internos.

Está com dúvidas de como criar uma estrutura de navegação? Siga estes 4 passos simples:

  1. Primeiramente, pense nas seções do site que pretende criar – página inicial, de contato, página sobre você ou sua empresa, páginas de produtos, blog, etc.

  2. Pense em como as páginas serão interligadas – aqui, não se trata apenas de navegação, mas também de links internos dentro do texto.

    • Dê uma direção clara à estrutura do link. Organize as páginas em grupos de acordo com os tópicos. Tente direcionar o fluxo de links das páginas de menor importância para páginas priorizadas.

    • A regra de ouro é que o visitante deve levar um máximo de 3 cliques para chegar a uma página a partir de qualquer ponto do website. Por outro lado, não é desejável encher o site com um grande número de links.

    • Deve haver uma relação entre a página e o destino do link, especialmente ao se tratar de um link de texto.

  3. Imagine como poderia ser a navegação – quantos níveis terá? Para além do menu principal, será necessário, por exemplo, um menu no rodapé do site?
Níveis de navegação num site ideal

Exemplo da visualização de uma estrutura de navegação

4. Escolha o modelo Webnode que melhor se adequa aos seus planos e personalize-o.

A criação de uma estrutura de navegação é um processo criativo. Mas não tenha medo de se inspirar na concorrência ou no seu website favorito. Um ajudante inestimável é um lápis e papel. Programas para a criação de mapas mentais também podem servir bem.

2. Otimizar o conteúdo do seu site

O conteúdo é a base de uma otimização bem sucedida no âmbito dos motores de busca. Sem conteúdo de qualidade, definição de títulos ou meta-descrições nunca terá um efeito suficiente. É importante ter em mente que se criam páginas para os visitantes, e não para os robôs.

Os buscadores podem avaliar a qualidade do conteúdo de acordo com o comportamento dos visitantes. Se o conteúdo não for suficientemente convincente, os visitantes abandonarão o site e deixarão de o visitar. Isto é um sinal para os motores de busca deixarem de mostrar as suas páginas nos resultados de pesquisa.

É muito importante identificar o grupo-alvo de leitores para os quais se cria o site e as suas necessidades. Tente fazer perguntas a você mesmo e responder a perguntas deste tipo:

  • O seu site é intencionado para jovens, leitores idosos ou profissionais da área? Ou ele foi desenhado para um público mais amplo?

  • Que linguagem utiliza o seu público? Formal, ou mais familiar com gírias?

  • Os seus visitantes preferem conteúdo cheio de imagens e vídeos, ou preferem texto simples sem distração?

  • O seu site será visitado principalmente a partir de dispositivos móveis ou computadores?

Ao criar o conteúdo, siga a estrutura de navegação do site. Para simplificar seu trabalho, você pode criar uma lista de instruções para diferentes tipos de conteúdo. Isto lhe lembrará o que é preciso incluir no texto e o ajudará a manter a estrutura e seus níveis. Uma lista para redação de um blog post poderia ter o seguinte aspecto:

  • Comprimento do texto: 1.000 a 3.000 palavras
  • Número mínimo de parágrafos: 15
  • Comprimento máximo de um parágrafo: 5 linhas
  • Utilizar títulos H2 e H3
  • Utilizar uma lista numerada ou pontos
  • Inserir uma imagem de destaque
  • Inserir pelo menos 2 links internos

O conteúdo deve ser sempre único e relacionado com o objetivo do site e o seu público-alvo. No entanto, definitivamente você pode procurar inspiração nestas dicas genéricas:

  1. Contexto – Qual conteúdo os usuários procuram? Precisam de orientação, resenhas ou comparações? E que consultas de pesquisa é que utilizam? Felizmente, existe um truque simples para descobrir isso. Digite a frase-chave no campo de busca e explore os 10 melhores resultados. Agora já sabe que tipo de conteúdo você deve criar. Ao mesmo tempo, terá uma visão geral sobre a concorrência – inspire-se ou procure se diferenciar.

  2. Originalidade – Crie sempre os seus próprios textos. O conteúdo dos seus concorrentes pode servir de uma fonte de inspiração, mas nunca deve ser copiado, palavra por palavra. É ilegal e os motores de busca podem reconhecer a dulpicata. Mais, se os próprios autores repararem, podem até processá-lo. Por outro lado, você pode conseguir vencer a concorrência, fazendo um sucesso com seu site.

  3. Qualidade – Fale direto ao ponto e traga informações importantes. Insira as palavras-chave naturalmente no texto e não exagera com a sua repetição. Use sinônimos e uma linguagem clara e natural. Tente evitar palavras vazias, tais como artigos, preposições ou conjunções.

  4. Estrutura de texto apropriada – Crie parágrafos curtos, títulos e subtítulos – com eles, a leitura será mais fácil. Hoje em dia, ninguém quer procurar informação num parágrafo longo. Destaque informações importantes em negrito e use itálico para as citações. O texto sublinhado deve ser reservado apenas para links, por costume dos internautas.

  5. Comprimento razoável de texto – Se o texto for demasiado longo, o leitor irá perder o foco e poderá omitir uma informação importante. Não tenha medo de separar o texto. Utilize títulos ou listas numeradas. Uma tabela, imagem, ou outro tipo de conteúdo pode tornar seu texto mais dinâmico. No entanto, certifique-se de os otimizar também.

  6. Estilo uniforme – Faça distinção entre os títulos e subtítulos do texto, utilizando tamanho de fonte diferente. Escolha uma fonte legível. É altamente recomendável não combinar mais de três fontes, uma vez que o texto perde a clareza. Use a cor para atrair atenção às hiperligações. O resto do texto deve permanecer consistente.

  7. Fácil navegação – Muitas vezes, os usuários não precisam ler o artigo inteiro. Portanto, faça com que se orientem mais facilmente no texto. Faça resumos que são úteis especialmente ao listar vários artigos. Os resumos ajudam os leitores a descobrir rapidamente do que se trata no artigo. Adicione um índice com links de âncora que direcionam a textos mais explicativos. Trata-se de links que levam o leitor a um local específico na mesma página. Você pode também incluir links internos e externos relevantes relacionados com os respectivos tópicos.

  8. Call-to-action (CTA) – Se você quiser convencer um visitante a realizar uma determinada ação numa página (p. ex. criar uma ordem ou preencher um formulário), faça-o o mais fácil possível:

    • Dê instruções claras sobre o que o visitante deve fazer.

    • Certifique-se de que ele repare na chamada à ação. Diferencie-a do fundo usando uma cor, tamanho ou fonte diferente. Os botões provaram ser a melhor escolha para as CTAs.

    • Tente manter o foco na chamada. Você pode inseri-la numa página várias vezes.

3. Encontrar e utilizar palavras-chave relevantes

As palavras-chave têm dois objetivos importantes:

  1. Elas são a base das frases-chave de pesquisa
    • As pessoas utilizam os motores de busca para encontrar informações. Tente adivinhar como os seus visitantes irão pesquisar por um tópico. Inclua a frase apropriada com palavras-chave dentro do texto do seu site. Isso irá ajudar na inclusão da mesma nos resultados de pesquisa. A posição do seu site nos resultados é afetada por uma série de outros fatores, no entanto, o conteúdo e as palavras-chave corretas desempenham um papel importante.

  2. Elas são a base do seu conteúdo
    • Você conseguiu atrair visitantes para o seu site? Mantenha-os lá. Adivinhe que tipo de conteúdo eles esperam. Os motores de busca examinam a forma de como os internautas reagem. Será que eles abandonam a página rapidamente e vão para outro site? Ou ficam e passam pelo conteúdo? Se as pessoas abandonam o seu site com frequência e pesquisam em outro lugar, isto é um sinal de que o seu conteúdo não é suficientemente bom. Da próxima vez, irá aparecer numa posição inferior nos resultados da busca.

Esta é a teoria. Mas como é que pode ser usada para criar um bom conteúdo?

  • Dê preferência às palavras-chave de cauda longa com contexto
    • As palavras-chave genéricas têm um enorme volume de pesquisa. No entanto, são altamente competitivas e é impossível estimar qual o conteúdo exato que o internauta procura. Por isso, foque em frases com palavras múltiplas e mais específicas. As assim chamadas “palavras-chave de cauda longa” incluem frases menos procuradas, mas também menos competitivas. É mais fácil adivinhar o que os visitantes procuram baseando-se nas frases mais longas. Ofereça aos visitantes um conteúdo que eles querem e você conseguirá transformá-los em clientes.
Competividade de palavras-chave de cauda longa

Como as frases-chave de cauda longa funcionam em SEO

  • Evite repetição das palavras-chave
    • Os motores de busca são inteligentes. Eles lêem o conteúdo como se fossem leitores reais. Conseguem reconhecer variações de uma palavra. Por conseguinte, não é mais necessário apresentar uma palavra-chave em todas as suas formas ou repeti-la várias vezes. Use a forma mais apropriada para o seu texto. Se for descrever um tópico em maior detalhe, utilize sinônimos ou abreviaturas das palavras-chave já empregadas ao longo do texto.
  • Disperse as palavras-chave por toda a extensão do texto
    • As palavras-chave costumavam ser inseridas no texto uma após a outra, sem respeito ao contexto. A intenção era enganar os motores de busca e aumentar artificialmente a relevância do texto. Faça-o hoje e enfrentará uma penalização. Em vez disso, escreva naturalmente. Os motores de busca estão interessados na localização da palavra no conteúdo e no que está no texto à sua volta. Portanto, coloque as palavras-chave mais importantes e pesquisadas nas manchetes, inserindo as demais palavras-chave no próprio texto. As palavras-chave que fazem parte dos links são igualmente importantes.
  • Associe uma palavra-chave a uma página só
    • A Internet é um ambiente altamente competitivo. Por isso, evite gerar concorrência dentro do seu próprio site. O ideal seria otimizar uma página para cada palavra-chave importante. No entanto, nem sempre é possível, e algumas frases-chave genéricas com certeza aparecerão no seu site. Porém, você pode selecionar uma página para frases-chave específicas.
  • Diversifique a cobertura de palavras-chave
    • Não tente criar uma super página onde irá mencionar todas as palavras-chave. Se você não tiver um site de uma só página, é melhor dividir as suas palavras-chave por tópicos e dedicar uma página a cada uma.

Onde obter as palavras-chave?

A fim de descobrir que frases e palavras-chave utilizar no seu conteúdo, é necessário realizar uma pesquisa, a chamada “análise por palavras-chave”. O seu objetivo é identificar as palavras-chave utilizadas, para as avaliar e categorizar. Isso irá ajudá-lo a reconhecer onde, no texto, você deve empregar uma dada palavra-chave.

Você pode fazer a análise de todo o site para obter todas as palavras-chave relevantes para todas as páginas. É benéfico também para o projeto da sua estrutura de navegação. A desvantagem, contudo, é o tempo dispensado e a complexidade do processo. Muitas vezes, é vantajoso fazer uma análise menor. Concentre-se apenas na parte de conteúdo que está criando de momento. O processo será mais rápido e fácil, se bem que seja necessário repetir a análise para cada parte do conteúdo.

Há uma série de ferramentas que tornarão este trabalho mais fácil. Graças a elas, você não terá de elaborar as palavras ou frases-chave ou tentar adivinhar. No entanto, as suas próprias ideias são com certeza uma fonte importante e muitas vezes um passo inicial. Alguns desses aplicativos de pesquisa de palavras-chave são pagas, mas, felizmente, existem ferramentas gratuitas também.

Na verdade, podemos utilizar o próprio buscador. O campo de pesquisa tem uma função whisper. Digamos que você está escrevendo um artigo sobre a reforma de uma bike eletrônica. Portanto, pergunte “conversão de e-bike”:

Sugestões de palavras-chave no Google

Funcionalidade de preenchimento automático do Google.

O motor de busca vai começar a oferecer-lhe algumas variantes. Estas serão as perguntas frequentes dos internautas, mas também o histórico das suas pesquisas. Portanto, se você quiser usar a função de preenchimento automático como uma fonte para palavras-chave, abra uma janela anônima no seu navegador. Isto irá impedir que sejam incluídas as suas pesquisas.

Por vezes, o Google oferece consultas relacionadas. Estas podem ser encontradas na parte inferior da página, abaixo dos resultados da sua pesquisa, sendo relacionadas tematicamente e na base das perguntas dos usuários do Google.

Consultas relacionadas com as suas palavras-chave no Google

Consultas relacionadas oferecidas pelo Google abaixo dos resultados de busca.

O Google também fornece uma caixa com perguntas frequentes para algumas perguntas que as pessoas fazem. Clicando, você poderá ler também a resposta que leva um link para a respectiva página. Graças a estas funções, você terá acesso não só às perguntas dos internautas, mas também terá uma ideia sobre os concorrentes. Quer saber um truque secreto? Quando começar a clicar nas respostas, aparecerão novas e novas perguntas. Assim, poderá descobrir muitas frases de consulta para a sua análise.

Perguntas e respostas frequentes sugeridas pelo Google

Perguntas frequentes do Google.

A desvantagem dos dados oferecidos pelos motores de busca é que não existem métricas para as palavras-chave. Você sabe quais frases foram pesquisadas, mas não sabe com que frequência, ou quanta concorrência você tem. Torna-se, portanto, difícil avaliar a sua importância.

Estas métricas são, de costume, disponíveis nas ferramentas pagas, mas é possível utilizar também o Google Trends. A ferramenta fornece dados sobre a maioria das consultas pesquisadas, incluindo métricas de volume e tendências de pesquisa. No entanto, a ferramenta exibe apenas frases curtas e genéricas.

Comparando palavras-chave no Google Trends

Interface de Google Trends.

Se você usa publicidade paga para a pesquisa através do Google Ads, você pode tirar proveito da ferramenta de Planejador de palavras-chave. Quanto mais você pagar pelos anúncios, mais precisos serão os dados no Keyword planner. Mesmo assim, os dados não são muito precisos, porque a ferramenta junta as palavras-chave relacionadas.

Interface de Planejador de palavras-chave de Google Ads.

Interface de Keyword planner.

Já conseguiu acumular palavras e frases-chave suficientes? No próximo passo da análise, é necessário carregar a sua lista para Excel ou planilha parecida. Lá, você pode ordenar as frases alfabeticamente e eliminar as duplicatas.

Lista de palavras-chave para análise

Tabela com as palavras-chave recolhidas para análise.

Se houver muitas frases, é possível agrupá-las de acordo com o seu significado e, o mais importante, ordená-las e classificá-las. Infelizmente, não há uma abordagem que se possa aplicar na transversal porque cada website é único. Mas, de forma geral, você sempre precisa:

  1. Determinar o contexto
    • O objetivo é estimar a intenção com que o usuário irá fazer a sua consulta. Ao se procurar pela frase “kit de conversão para 350w e-bike”, é provável que seja utilizada por alguém na procura de um kit de conversão específico. Pelo contrário, a frase “experiência com conversão para e-bike” será utilizada por alguém que está apenas à procura das opções de conversão.

  2. Definir o tipo de conteúdo que você quer relacionar com a palavra-chave: categoria, blog, produto, etc.
    • A determinação do tipo de conteúdo está estreitamente relacionada com o contexto. A frase “e-bike 350w kit de conversão” poderia ser usada como uma pergunta em alguns buscadores. A frase “experiência com conversão para e-bike” poderia ser o título de um capítulo separado.

  3. Determinar a prioridade da palavra-chave
    • Por exemplo, de acordo com o volume de pesquisa. Mas não se esqueça também da concorrência e relevância. A palavra-chave “conversão para e-bike” tem quase 400 buscas por mês. No entanto, a “conversão para e-bike com rodas centrais” expressa muito mais precisamente o que o internauta procura. A frase de cauda longa tem apenas 25 buscas, mas a concorrência é bem menor. Um artigo otimizado para esta frase terá maior chance de alcançar a 1ª posição. Um número menor de visitantes encontrará seu artigo, contudo, a probabilidade de visitarem o site e ficarem satisfeitos com o seu conteúdo é maior.

  4. Encontrar um lugar certo para a palavra-chave
    • Você deveria utilizar palavras-chave genéricas e fáceis de pesquisar, tais como “conversão para e-bike”, principalmente no título H1 ou subtítulos. Poderá inserir sinónimos ou frases específicas, como “conversão de bicicleta de montanha em e-bike” nos subtítulos H2–H6 ou no texto. Lembre-se que pode adicioná-los também nos títulos das imagens ou links. As palavras-chave importantes incluídas no texto podem ser destacadas em negrito.

O Excel ou programas semelhantes irão ajudá-lo a criar uma classificação clara, que se pode assemelhar à seguinte:

Classificação de palavras-chave na base da prioridade e localização

Exemplo de classificação por palavra-chave. Para a finalidade de um artigo sobre a reforma de bicicletas elétricas, as palavras são classificadas de acordo com a prioridade e a localização no texto.

4. Criar bons títulos

O título é o primeiro lugar de contato entre um visitante e o seu site. É a primeira parte do conteúdo que as pessoas irão ver nos resultados de pesquisa. O título funciona como um link. Indica o tópico do seu site e se é relevante para as necessidades do internauta. Pode convencer os usuários a clicarem na sua página nos resultados de busca. O conteúdo do título é avaliado pelos robôs de indexação e é, portanto, um espaço ideal para a inclusão das palavras-chave mais importantes.

Título de uma página nos resultados de busca Google

O título da página nos resultados de pesquisa.

Além disso, o título aparecerá nas pré-visualizações dos posts nas redes sociais sempre que alguém compartilhar o seu conteúdo. Igualmente, será visível na guia do navegador – isso facilita a navegação entre as guias de pesquisa.

Título visualizado na barra de endereços do navegador

Visualização do título da página na guia do navegador.

  • O título deve descrever claramente o conteúdo. Crie um título único para cada página do site.

  • Crie o título levando sempre o visitante em conta. Lembre-se que o principal objetivo é atrair os internautas a visitarem seu site. O texto deve chamar atenção e convencer o usuário a clicar nele.

  • A composição do título depende dos caracteres utilizados. O comprimento máximo é de 600 px, o que corresponde a cerca de 60 caracteres comuns. Se o título for mais longo, não será exibido na totalidade. Por isso, recomendamos o emprego de títulos mais curtos.

  • Tente otimizar o texto da esquerda para a direita. As palavras-chave ou as calls-to-action devem ser idealmente inseridas no início do título, onde chamam mais atenção. Mas não exagere. O ideal é usar uma ou duas palavras-chave altamente pesquisadas que sejam tão relevantes quanto possível para o seu conteúdo.

  • Se ainda tiver espaço no título, você pode mencionar o nome da sua marca. Basta adicioná-lo ao fim do título.

  • Seja criativo. Pode usar números ou ícones expressivos no título.

Exemplo de título: “Você conhece1 52 ferramentas revolucionárias 🔧3 para criar seu site? | MARCA4

1 Uma pergunta e um aviso para atrair atenção e despertar curiosidade.

2 Um número poupa espaço no título e chama mais atenção do que o texto.

3 Um emoticon é chamativo.

4 Uma referência a sua marca aumentará a probabilidade de as pessoas se lembrarem dela.

O que acontece se não há título? Apenas o título principal da página é apresentado nos resultados de busca. Você pode criar títulos no construtor Webnode facilmente. Basta clicar no botão “Páginas” no painel de controle principal e selecionar a respectiva página. Na seção “Configurações SEO da página”, encontrará o item “Título da página” que pode ser editado à vontade.

Editando título da página num site Webnode

Alterando título no editor Webnode.

5. Criar boas meta-descrições

A descrição tem uma função semelhante à do título. Aparece em resultados de pesquisa ou em redes sociais e tem a função de atrair visitantes. É um texto adicional que visa introduzir o conteúdo que os visitantes encontrarão quando visitarem o site.

Visualização de meta-descrição nos resultados de busca

Visualização da descrição nos resultados de pesquisa.

No entanto, ao contrário do título, o seu conteúdo não é levado em conta pelos robôs de busca, pelo que a inserção de palavras-chave na descrição não pode afetar a posição da página nos resultados. Por outro lado, você pode utilizá-la para aumentar a sua taxa de cliques. Basta criar uma boa descrição que envolva e convença os internautas a visitar o site. Os motores de busca irão responder positivamente à melhor taxa de cliques, e a posição do seu site irá melhorar.

Se você não preencher a descrição, o Google irá mostrar um extrato do conteúdo da sua página que nem sempre pode ser ideal. O Google pode pegar trechos de diferentes lugares do seu conteúdo e o texto não será contínuo. Lembre-se que o Google pode optar por exibir a sua própria seleção, mesmo que você tenha criado uma descrição. Isso acontece quando ele avalia os trechos como mais relevantes para a pesquisa do que a sua tag gerada manualmente.

  • Crie a descrição para os usuários. Lembre-se que o objectivo principal é convencer os leitores a visitar o site e aumentar a sua taxa de cliques.

  • Tente otimizar a tag para uma consulta de pesquisa específica ou grupo de consultas relacionadas.

  • O limite da tag é cerca de 160 caracteres. Isto corresponde a duas ou até três frases curtas. Se a etiqueta for mais longa, não será exibida na totalidade.

  • Na descrição, tente apresentar os benefícios, call-to-action ou informações importantes sobre o produto, oferta, detalhes de contato.

  • Para aumentar a atratividade, tente utilizar números ou emoticons no texto.

Exemplo de meta-descrição:

“Está construindo um site?1 Descubra 52 ferramentas 🔧3 que irão revolucionar o seu design. Você poupará tempo 4 e seu site terá um aspecto profissional5.”

1 Comece com uma pergunta. Desperte a curiosidade.

2 Um número atrai mais atenção do que o texto e poupa espaço.

3 Um emoticon atrai atenção.

4 Apresente as principais vantagens.

5 A meta-descrição pode ser configurada no editor Webnode no mesmo lugar que o título – nas “Configurações SEO da página”.

Editando meta-descrição da página no editor Webnode

Inserindo meta-descrição da página no editor Webnode.

6. Otimizar as imagens

Cada vez mais pessoas estão à procura de imagens na Internet, tanto de próprias imagens, como de conteúdos mais detalhados com base na imagem. Seria uma vergonha ignorar esta oportunidade e não adaptar seu site.

Você pode conseguir as primeiras posições nas pesquisas de imagens usando palavras-chave relativamente genéricas. A concorrência é com certeza inferior à pesquisa full-text. Por isso, vale a pena focar na otimização das imagens.

Cada vez mais pessoas estão à procura de imagens na Internet, tanto de próprias imagens, como de conteúdos mais detalhados com base na imagem. Seria uma vergonha ignorar esta oportunidade e não adaptar seu site.

Você pode conseguir as primeiras posições nas pesquisas de imagens usando palavras-chave relativamente genéricas. A concorrência é com certeza inferior à pesquisa full-text. Por isso, vale a pena focar na otimização das imagens.

Antes de incorporar uma imagem no site, otimize o seu tamanho. Isto deve ser feito em duas etapas:

  1. Se necessário, adapte a imagem para o tamanho máximo que irá utilizar no seu site. Para as telas de PC, um tamanho de aprox. 1400 x 800 px é suficiente, em geral. O redimensionamento pode ser feito em qualquer editor de imagens.

  2. Utilize software para comprimir o tamanho das imagens. A compressão pode diminuir ligeiramente a qualidade da imagem. No entanto, a diferença não é visível para o olho humano. Existem muitas aplicações na Internet que fazem compressão de forma gratuita. Basta fazer a consulta por “compressor de imagem”.

A redução do tamanho das imagens irá melhorar a velocidade do carregamento do seu site. Este é um dos fatores de avaliação importantes. Portanto, não subestime a otimização de imagens.

Está na hora de otimizar a informação sobre a imagem:

  1. O nome dado à imagem desempenha um papel importante. Por isso, nomeie o arquivo da imagem antes de a carregar ao editor do seu site Webnode. O título deve descrever o que está na imagem. Vale a pena utilizar as palavras-chave.

  2. Para além disso, não se esqueça de preencher o título da imagem no próprio editor que é indexada pelo Google como uma descrição alternativa – a chamada “alt-tag”. A tag é exibida aos internautas em vez da imagem, se a mesma não carregar ou para ajudar os definicientes visuais a navegar no conteúdo.
Editando propriedades de uma imagem do editor Webnode

Editando uma imagem no editor de sites Webnode.

Adicionando alt-tag a uma imagem do editor Webnode

Configurações de título de uma imagem no editor Webnode.

Porquê introduzir estas tags? Mesmo hoje em dia, os motores de busca falham em identificar exatamente o que está exibido numa imagem. Em vez disso, eles analisam textos relacionados com a imagem para fins de indexação. Para além do título e descrição alternativa, o buscador examina o texto ao redor. É por isso que é uma boa ideia colocar as imagens em contexto com o conteúdo, em vez de adicioná-las num conjunto no fundo da página.

7. Obter backlinks

O link building é uma disciplina importante de SEO. É uma estratégia para a obtenção de hiperligações externas para o seu site. O número e qualidade dos backlinks é um dos fatores mais importantes na classificação das páginas:

  1. Os backlinks ajudam os motores de busca a encontrar seu site.

  2. Quando outros sites mencionam seu site, é um sinal para os motores de busca que ele é importante.

  3. Os usuários podem visitar seu site através de backlinks. O tráfego proveniente desta fonte costuma ser mais baixo, porém é mais relevante.

O link building é uma disciplina difícil porque não se tem total controle sobre os backlinks. Você não pode simplesmente adicionar ou editá-los como o restante do conteúdo. É preciso convencer outros sites para incluírem e manterem backlinks que conduzam ao seu site.

Se você criar conteúdos de qualidade, oferecer bons serviços e construir uma marca forte, pode obter muitos links naturalmente. Os outros irão referir-se ao seu site porque ele é simplesmente útil. No entanto, irá levar algum tempo para criar bons conteúdos e tornar-se uma autoridade. A concorrência está no mesmo caminho. Ainda assim, há uma série de estratégias que você pode adotar a fim de conseguir backlinks e melhorar a sua posição:

  • Relações existentes
    • Você tem um negócio e colabora com outras empresas ou fornecedores? Peça-lhes que incluam um link que leve para o seu site. Eles podem estar interessados em promover seu negócio entre os clientes deles e você vai obter um link relevante. Fizeram um projeto em grupo? Sugira que eles publiquem uma “história de sucesso” no site deles.

  • Referências no link
    • Se você se deparar com conteúdos relevantes sobre um tópico específico sem fazerem referência para uma fonte de informação, que você por sua vez fornece, pode pedir ao autor que acrescente um link para seu conteúdo. Por regra, esta tática se aplica às menções sobre a sua marca.

  • Link building quebrado
    • Se você encontrar um link que não funciona ou leva a um conteúdo desatualizado ou de má qualidade, pode tentar contatar o autor do site em questão. Em troca, você pode oferecer o seu conteúdo relevante através do qual ele poderá redirecionar os visitantes para o site dele.

  • Guest posting
    • Você pode estabelecer cooperação com um website para criar conteúdos e adicionar links mutuamente. O tema deve estar sempre relacionado com o conteúdo dos dois sites.

  • Estudos de caso
    • Faça uma análise do seu nicho processando novos dados e novidades. Você pode contactar outros profissionais para responderem às perguntas relacionadas com a sua área e incluir as suas respostas no seu conteúdo. Se os dados forem interessantes, você receberá links de outros sites relacionados, e se outras pessoas tiverem participado na criação do seu artigo, elas irão ajudá-lo com a promoção nas suas redes sociais.

  • Link building de comunidade
    • Analise as discussões tematicamente relacionadas. Tente responder às perguntas dos usuários e, se aplicável, insira um link do seu site que leve a uma fonte de informação relevante. É importante escolher um tópico para discussão que esteja ativo e livre de spam.

Existem muitas outras estratégias de link building, mas aqui listamos as mais populares. Portanto, primeiro encontre os sites convenientes para os seus backlinks, depois escolha as técnicas corretas e estabeleça contato. Não se trata apenas de obtenção de links, mas você deve visar a estabelecer relações e pensar sobre a sua estratégia a longo prazo. Trazer valor à outra parte é essencial também para o seu sucesso.

Digamos que você pretende utilizar uns backlinks para apoiar o seu artigo sobre a reforma de bicicletas eletrônicas. Primeiro, tente encontrar um artigo que trate de bicicletas eletrônicas. O ideal é não procurar um artigo que fale de remodelação especificamente, mas em um tópico relacionado. Por exemplo “Como escolher uma bicicleta eletrônica” ou “Vantagens de uma bicicleta eletrônica”.

Se você encontrar um artigo conveniente, procure as informações de contato do autor e contate-o. Elogie o seu conteúdo e mencione o seu artigo sobre o tema relacionado. Sugira que ele faça referência ao seu artigo no texto dele, uma vez que este cobre um tema relacionado e pode ser interessante para os seus leitores.

Em troca, você pode fornecer um backlink dentro do seu texto ou criação de artigos interessantes para o site dele. É importante estabelecer contato e não ter medo de rejeição. Você não precisa limitar-se a artigos e blog posts, mas pode explorar também vídeos. Descubra se existem fóruns de discussão sobre DIY e procure pelos grupos e fóruns nas redes sociais. Seja criativo.

O link building pode ser demorado e custoso. Existem várias ferramentas que o podem ajudar a encontrar sites e oportunidades de backlinks. No entanto, costumam ser pagos. A opção mais fácil é, portanto, a de procurar oportunidades manualmente.

Você pode fazer uma consulta através do mecanismo de busca navegando página por página nos resultados, mas isso irá demorar um tanto. É importante que você seja capaz de avaliar a qualidade dos backlinks, uma vez que isso o ajudará a identificar oportunidades adequadas. Com esse procedimento, você irá estimar melhor quanto tempo e recursos você está prestes a sacrificar para obter um único backlink. Será também mais fácil evitar links nocivos. É bom analisar os fatores a seguir:

1. Autoridade do domínio

  • Esta é uma classificação numérica que expressa o nível de ranking de uma site nos motores de busca. Quanto maior a sua autoridade, tanto mais valioso o backlink será. Por regra, apenas um link de um domínio é necessário para seu site.

  • Algumas ferramentas pagas têm seu próprio algoritmo de avaliação. No entanto, você também pode encontrar aplicativos gratuitos. Procure por “verificador de autoridade de domínio” no mecanismo de busca, mesmo que você não tenha certeza sobre a sua qualidade. É aconselhável usar consistentemente pelo menos duas fontes para verificação.

  • O valor máximo de autoridade é 100. Os domínios fortes atingem valores acima de 60. Na faixa de 20–60, você encontrará domínios moderadamente fortes. Valores de até 20 pontos pertencem a domínios fracos. No exemplo abaixo, é verificada a autoridade de um tutorial de conversão para e-bike. O resultado de 83 é considerado realmente alto. Este é um domínio forte para se colocar o link. Mas provavelmente também será bastante difícil consegui-lo.
Interface de Smallseotools para identificar autoridade de site e domínio

Interface de Smallseotools para avaliação da autoridade de domínios e sites

2. Autoridade do site

  • Esta é uma classificação numérica que expressa o nível de ranking de uma site nos motores de busca. Portanto, ela funciona de forma semelhante à da autoridade de domínio, mas aplica-se apenas a uma página web específica.

  • Um link é considerado mais valioso se vier de uma página web altamente autoritária, mesmo se estiver executada em um domínio com menor autoridade do que o contrário.

  • A classificação funciona da mesma forma que para os domínios. No nosso exemplo, podemos ver uma pontuação de 46 para a autoridade do site. A avaliação do site em si é, portanto, também boa.

3. Relevância

  • É importante para os motores de busca se o tópico da página ou site de referência está relacionado com o seu conteúdo.

  • O link de texto, o chamado “texto de âncora”, também é importante. Idealmente, a âncora deveria conter o nome da sua marca ou palavras-chave relacionadas com a sua landing page.

  • É útil avaliar o tipo de visitantes que frequentam o site de referência. Será que seu conteúdo pode ser interessante para eles?

4. Localização do link

  • Os motores de busca avaliam a localização de um link dentro do conteúdo de uma página. Um link inserido diretamente no texto, numa imagem ou mesmo no título terá mais valor do que um link de rodapé ou dentro de comentários.

  • É importante considerar o número total de outros links inseridos na página de referência. Quanto menos links estiverem incluídos numa página, mais poder eles terão.

5. Tipo de link

  • O link pode ter o atributo nofollow ou dofollow. A tag nofollow diz aos motores de busca para não considerarem o link ao ranquear a página. A tag dofollow diz o contrário. Em relação ao link building, os links dofollow são especialmente valiosos porque podem transferir uma parte da sua autoridade para a página de destino.

A obtenção de backlinks é um desafio. Por isso, não se esqueça de cuidar dos seus links existentes. Verifique regularmente o seu perfil de links para ter certeza que as suas páginas com links estão funcionando e não conduzem a uma página de erro. A secção “Links” de Google Search Console pode ajudá-lo neste aspecto:

Visão geral de backlinks no Google Search Console

Aqui, poderá ver uma visão geral do seu site e número de backlinks que levam ao mesmo.

Visão geral de domínios com backlinks no Google Search Console

Abaixo, você encontrará uma visão geral dos domínios que se referem ao seu site.

Visão geral de textos de âncora no Google Search Console

E aqui encontrará uma visão geral dos textos de âncora mais comuns que levam um link.

Você pode também utilizar as ferramentas gratuitas Ahrefs Webmaster Tools em vez de Google Search Console.

Como é o relatório para backlinks no Ahrefs

Você pode rastrear os domínios de referência no “Relatório para backlinks”.

Rastreando backlinks no Ahrefs

Ou seguir diretamente os links específicos.

Visão geral de links perdidos e recém-criados no Ahrefs

A ferramenta também fornece uma lista clara de links perdidos e recém-adquiridos ou de domínios de referência.

Visão geral de links quebrados no Ahrefs

Uma seção importante é a visão geral dos links quebrados que devem ser corrigidos.

Conclusão

O nosso guia completo de SEO explica todo o processo de otimização. Se você utiliza o construtor de sites Webnode, agora já sabe quais as práticas de SEO devem ser realizadas, passo a passo. Se você ainda estiver decidindo onde criar o seu website, lembre-se das vantagens do editor Webnode e quanto trabalho ele te poupará em termos de otimização.

Como está indo a otimização do seu site? O que funcionou para você e quais práticas o decepcionaram? Compartilhe a sua experiência conosco.